À amada - por Antonio Eustáquio Marciano

À amada - por Antonio Eustáquio Marciano

À amada

 

Teu rosto é vivido,

Sofrido.

Teus olhos estão cansados, mas cheios de ternura,

Alma pura.

Teu coração é cheio de amor,

Frescor.

Guardas as marcas do teu passado de luta,

Labuta.

E as lembranças da tua vida sofrida,

Renhida.

Tua alma é vida e coragem,

Aragem.

Tens a inquietude dos guerreiros e a indignação dos santos.

Teu interior é uma fogueira que lança as chamas através do teu silêncio.

Tu és sentinela do bem, guardiã da paz.

Tu és a calmaria, depois da tempestade.

Segurança, após o maremoto.

Deus te fez com tudo que era bom.

Você é o bem.

Meu bem! 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor