A Chaconne - Texto de Textos Barrocos - por Tito Laraya

A Chaconne - Texto de Textos Barrocos - por Tito Laraya

 A CHACONNE

 

Texto de Textos Barrocos

 

         O violão está seguro, o último repasse na afinação foi feito, afinas são quinze a vinte minutos de música que virão pela frente, e se o instrumento começar desafinado, quando terminar a obra o efeito vai ser catastrófico. Uma pausa, ele olha para o infinito procurando criar uma calma, uma paz, uma abstração dos problemas do cotidiano para poder sentir, pensar e executar a enorme peça musical que se propôs.

         Ele tem aquela sensação gozada que sempre o acompanha no início: um misto de insegurança e de reverência perante a grandiosidade da obra prima de Bach. Isso, naquele momento é negativo, pois sua interpretação para tal obra tem que ser selvagem. E ser selvagem, por si só, é ser irreverente, desconhecer regras, rótulos, limites, etiquetas, é no seu arrebatador acesso de sensibilidade, levar todos a devaneios mil, que só terminarão no último acorde.

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor