A Morte do Rei - por Delanie Velázquez

A Morte do Rei - por Delanie Velázquez

A MORTE DO REI

 

Há alguns dias estávamos em meio às comemorações da Semana Santa. Antes do final da semana eu já escutava um telejornal mencionar que mais de 3,5 milhões de pessoas já haviam assistido às encenações da paixão de Cristo na cidade teatro de Nova Jerusalém no interior de Pernambuco.

Muitos creem que Jesus foi um mestre iluminado, que veio ensinar o caminho para uma vida feliz através do amor e das boas obras, enquanto outros afirmam que ele é o salvador do mundo, o que deixa algumas pessoas meio confusas. Afinal, ele veio salvar o mundo de que? Já para outros, ele foi apenas um homem comum que viveu há muito tempo.

Tomando como ponto de partida os relatos dos evangelhos bíblicos e as declarações do próprio Cristo que eles apresentam, eu consigo visualizar que Jesus era alguém que tinha claramente diante de si um propósito pelo qual viver e, por fim, morrer. Em seus encontros com as pessoas em particular,  pequenos grupos, ou mesmo grandes multidões, ele  não fazia outra coisa a não ser revelar os princípios do que ele chamava de “o Reino de Deus”.

Algumas das ilustrações que ele apresentava sobre esse reino incluíam compará-lo a uma pérola de grande valor, um tesouro escondido, o fermento, a semente de mostarda, o joio e o trigo (Mateus 13:24 a 45).

Para um mestre dos judeus que decidiu entrevistá-lo, certa noite, Jesus respondeu que era preciso nascer de novo para poder ver o reino de Deus (João 3:3).  Em outra ocasião afirmou que o reino de Deus está dentro de cada um (Lucas 17:20).

Ora, se há  um reino, então existe um rei, súditos, um território e uma forma de governar.

Jesus também deixou claro que havia outro reino, totalmente oposto ao seu, com um príncipe, alguém que sempre aspirou ser rei  (João 12:31 e 14:30).

Deixando de lado o preconceito, os dogmas e as tradições religiosas, aprender sobre o significado da existência de Jesus trará resultados práticos e muito positivos para a vida de todos, tanto os que se dizem cristãos como os adeptos de outras religiões ou ateus. Experimente! 

Então Pilatos lhe perguntou: “Você é o rei dos judeus? Jesus respondeu: O meu reino não é deste mundo.” João 18: 33 e 36

“Os reinos deste mundo passaram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo e ele reinará para todo o sempre.” Apocalipse 11:15

http://www.delanievelazquez.com/

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor