Ao partir do Alentejo - por Joana Rodrigues

Ao partir do Alentejo - por Joana Rodrigues

poema do livro Palavras de Saudades

AO PARTIR DO ALENTEJO

 

Quando parti do Alentejo

Deixei minha mãe chorando

Vim viver para cá do Tejo

E para cá eu fui ficando

Ao partir trouxe a saudade

Que sabia que não me deixava

Naquele tempo da linda idade

Em que não sabia se ficava

Gostei de Sintra de verdade

E o verdadeiro amor encontrava

 

Depois de passar algum tempo

Ao Alentejo eu voltava

Não sei se empurrada pelo vento

Mas o meu amor comigo levava

Visitamos o Alentejo e minha terra natal

Ele que minha terra não conhecia

Se apaixonou pelas Minas Do Lousal

Foi amor à primeira vista, tanta paixão eu via

Hoje nada já em mim existe

Porque Deus o levou e eu não queria

 

Hoje já não tenho minha mãe chorando

Já meu amor também partiu

Do Lousal tenho saudades, e vou lembrando

Quem me vê e quem me viu

De saudade sou eu que fico chorando

Porque a saudade é de arrepio

Já não sinto calor nem frio

Mas de  chorar tenho o coração vazio

A saudade é um sentimento sofrido

Quando existe amor nunca ficará esquecido

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor