A Primavera ainda não chegou - por Helena Santos

A Primavera ainda não chegou - por Helena Santos

A PRIMAVERA AINDA NÃO CHEGOU

 

Ainda não se mudou, mas aos poucos vai deixando sinais seus, nos meus canteiros. As árvores foram tomadas de assalto por bandos de pássaros que chilreiam como se tivessem encontrado o tesouro perdido, ou regressado à escola primária e reencontrado os amiguinhos, tal é o chinfrim, a algazarra. Observo-os pela vidraça, oiço-os e acho graça. Se tento aproximar-me, evaporam-se como fumo no ar, mas acabam por voltar e poisar na chaminé que está ali, mesmo a calhar. E com um pouco de paciência, deixo-me ficar ali como que a tratar das plantas e eles vão-se chegando, mantendo uma distância de segurança, picando a terra dos canteiros, empoleirando-se num pessegueiro e quase que os consigo tocar. É maravilhoso.
A desolação do Inverno, praticamente já se desvaneceu. O sol vai se chegando, vai nos aquecendo e vamos achando a brisa, simpática. As flores muito timidamente vão se maquilhando e perfumando. As roseiras a despontar, os pessegueiros a florir e a encantar-me. Por que será que nos dão tão belas flores antes das folhas? Os jarros já se sentem completamente à vontade e não param de olhar para mim, a chamar-me, porque querem conversar, querem atenção e gostam de ser afagadas, pelas minhas mãos. Os lírios roxos são tão lindos, só é pena serem tão sensíveis e durarem tão pouco. Há outras flores a colorir os meus canteiros, mas por ignorância, não sei os nomes, mas delicio-me com o que vejo e com os cheiros.
É tudo tão mágico, tão cheio de vida.
As plantas arrebitam, as lagartixas já me desafiam e os caracóis não param de se reproduzirem e se passearem pelos canteiros. Parecem inofensivos, mas rendilham as folhas das plantas, por inteiro. Uns verdadeiros artistas, na clandestinidade.
É tão enriquecedor ter a oportunidade de ver a natureza no seu melhor!
Até a salsa, os coentros e o alecrim, já sorriem para mim, tão vistosos e elegantes, enquanto esperamos que a hortelã se junte a nós, para o chá revigorante do fim de tarde. As minhas alfaces é que dizem ainda não se sentirem confiantes para desfilarem em público. Preferem continuar mais algum tempo no SPA privado e dizem que quando saírem, será para arrasar. Aguardo.
A Primavera ainda não se instalou, mas não demora, já avisou.

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor