A sabedoria das mães - por Tito Laraya

A sabedoria das mães - por Tito Laraya

                   Era dia das mães, a família havia se reunido inteira para almoçar junto com a matriarca. Esta, já de idade avançada, acompanhava absorta o movimento da mesa, com suas conversas, suas brincadeiras, tudo o que existe em uma confraternização!

                   Quem cuidava dela era um filho escritor, que foi vendo o desenrolar dos fatos para um dia escrever.

                   Um dos membros pergunta a ele:

                   Por que paraste de tocar violão? Veja suas unhas não são compridas como a de um violonista, que em uma mão as tem grandes e na outra curta?

                   Eu toco meu instrumento mesmo assim, respondeu ele. Ao invés de ter velocidade da técnica, permitida pela unha, tenho a interpretação graças à sensibilidade do toque da carne nas cordas. Minhas unhas ficam quebradiças quando ficam compridas!

                   Um OH! Ouviu-se, no que a matriarca respondeu:

                   Está na superação das dificuldades que encontramos as histórias mais belas.

                   Então é por isso que escreves?

                   O meu escrever não o é sem sacrifício!

                   A matriarca terminou: “a infelicidade do homem advém de transformar o trabalho em sacrifício e o amor em pecado”.

 

Site do Escritor

http://www.titolaraya.com/

 

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor