Acróstico para Álvares de Azevedo - por Leandro Campos Alves

Acróstico para Álvares de Azevedo - por Leandro Campos Alves

Acróstico para Álvares de Azevedo

 

Alma de poeta,

Livre como uma criança.

Viveu no Rio de Janeiro

Álvares de Azevedo.

Romancista, poeta e cronista,

Eis que morreu cedo.

Saudoso menino Paulista.

 

Deixou vários poemas e manuscritos,

E só uma por ele preparada para ser publicada.

 

Após sua morte nasceu a “Lira dos vinte anos”.

Zanzando em seu cavalo um tombo levou.

E após a uma cirurgia sem anestesia.

Visivelmente ele se desfaleceu.

E com seus vinte anos, Azevedo morreu.

Dedico a este grande poeta,

Os versos acrósticos aqui redigidos.

 

Leandro Campos Alves.

14 de setembro de 2014.

 

Convido a todos os amigos leitores a visitarem nossos poemas em: http://www.escritor-leandro-campos-alves.com/ , Obrigado a todos pela visita.

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor