Alameda do Passado - por Roberto Mello

Alameda do Passado - por Roberto Mello

ALAMEDA DO PASSADO

 

E minha sombra?

Esvaiu-se pelos ralos ao longo do caminho?

Preferiu turvas sombras das marquises ocupadas?

Ainda sem respostas

Procuro pelas esquinas e entranhas

Caminho pela alameda da vida

Convivo com ditas e desditas

Mas insisto na mentira da vida.

Passado e presente

Jornada vencida e congruente

Que ultrapassa o limite racional

Diante de um céu desigual.

E minha sombra?

Onde está a neblina?

Sem respostas

Andarilho pela densa neblina

E na mesma alameda do passado

E sob o mesmo céu.

Então, e o que muda?

Apenas futilidades de lugar.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor