Alice Teixeira - Entrevistada

Alice Teixeira - Entrevistada

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Alice Teixeira, nasceu em S. Pedro do Sul, mas foi criada em África até à adolescência e reside atualmente em Ermesinde.

Adora ler desde tenra idade e cedo começou a escrever poesia, guardando no entanto os seus manuscritos como uma caixinha de segredos, pois o papel de esposa e mãe ocupou desde cedo a sua vida.

A poesia é o refúgio e a liberdade da sua alma. Uma perpétua busca de si.

Incentivada por amigos, começou a revelar os seus poemas no Facebook e em várias Tertúlias de Poesia.

Participou em várias Antologias Participou na Antologia de Poesia MAR À TONA- “As Cores do Mar” do Grupo Solar dos Poetas, na Antologia de Poesia “Poetas D`Hoje” Vol II do Grupo Poesia da Beira Ria, na Antologia “A Lagoa Mar e Eu” do Grupo Letras da Lagoa de Óbidos; Livro Solidário “Mulher; Ser Sentir e Acontecer” de Lídia Moura Lsm, Colectânea “Contra a Pobreza” do Grupo Poesia Beira Ria-Aveiro

“O que mais me encanta na poesia é a beleza dos sentimentos expressos em palavras. Li algures que a poesia comunica com a alma! E é isso mesmo! É um elevar de emoções, é um despertar de sensações…”

 

Boa Leitura!

 

Divulga Escritor - Escritora Alice Teixeira, é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos em que momento começou a escrever poesias?

Alice Teixeira - Na realidade não sei bem quando comecei a escrever poesia. Mas foi desde cedo, ainda menina, por volta dos 12 anos, talvez. Naquele tempo, em África não existia televisão e os meus tempos livres eram preenchidos a brincar e a ler.

 Recordo com saudade que todos os livros que os meus pais me davam eram o melhor presente e nos variados livros, cuja temática foi mudando com a idade, existia poesia que eu bebia sôfrega porque apesar da inocência me faziam sonhar e foi aí que comecei a tentar escrever as minhas primeiras poesias num “diário” oferecido e nem sei bem como, veio comigo para Portugal. Conservo esse livrinho até hoje.

 

Divulga Escritor - O que mais a encanta nos textos poéticos?

Alice Teixeira - O que mais me encanta na poesia é a beleza dos sentimentos expressos em palavras. Li algures que a poesia comunica com a alma! E é isso mesmo! É um elevar de emoções, é um despertar de sensações…

A poesia entusiasma e acalma, transporta-nos para uma realidade virtual, onde a brusquidão da vida ocupa menos espaço!

Ler poesia dá-me forças para ser feliz.

Quando escrevo poesia sou feliz…

 

Divulga Escritor - Além de poesias escreves em outros gêneros literários?

Alice Teixeira - Neste momento a minha escrita é essencialmente poesia ou prosa poética literária.

Nos meus sonhos… habita um romance passado algures em África, essa terra castanha que me marcou profundamente! Um dia….

 

Divulga Escritor - Pensas em publicar um livro solo?

Alice Teixeira - Sim, penso. Penso publicar um livro a solo.

Mas não é algo que me preocupa ou tira o sono! Sinto-me extremamente honrada com as várias Antologias onde fui integrada. Todas elas retêm já um pouco de mim.

Acredito que a vida, assim como a poesia, é uma viagem que nos vai enriquecendo e desafiando em cada paragem.

Quando o desafio surgir, não hesitarei!

Mas o meu coração está sossegadamente desassossegado!

 

Divulga Escritor - Que temas você costuma abordar em seus textos literários?

Alice Teixeira - A minha escrita é sempre uma viagem onde pode ser corporizado um olhar contemporâneo

ou uma reflexão sobre o passado. O amor domina sem dúvida a temática da minha poesia.

A minha escrita está inundada de amor, de natureza humana e de sonhos!

Tive uma infância muito feliz, rica em experiências e em sentimentos onde a saudade se impõe. Por isso talvez seja difícil alienar-me do meu coração e considero que de facto a minha poesia é um pouco autobiográfica.

A vontade de escrever acompanhou-me toda a vida… Sempre fui uma pessoa inconformada com o que não tem perdão, com as injustiças, com a falsa virtude… com a saudade do futuro.

Mas a minha poesia não se alheia dos problemas da nossa sociedade e por isso, muitas vezes, denuncia e indigna-se.

 

Divulga Escritor - Qual a mensagem que você quer transmitir ao leitor através dos temas que abordas em seus textos literários?

Alice Teixeira - A temática da maioria dos meus textos é sem dúvida o amor.

Contudo não deixo de lado todas as preocupações com o rumo do mundo.

O mundo impõe-se pessimista e a realidade do nosso dia-a-dia não permite que as pessoas sonhem… ora eu sempre fui um ser optimista, uma sonhadora… e foi na escrita que consegui verdadeiramente expressar o amor que sinto (ainda que na dor)… os sonhos que me invadem.

A minha escrita é um grito interior, um grito de amor.

O amor que sinto, o amor que preciso…

Mais do que transmitir uma mensagem, espero que a minha poesia ame os meus leitores e que os meus leitores amem a minha poesia… amem a vida.

Vida é amor!

 

Divulga Escritor - Qual o seu autor(a) preferido? Conte-nos o que mais a encanta na escrita de suas obras.

Alice Teixeira - Eu vou ser sincera. Não posso escolher um autor preferido. Isso implicaria ”deixar de fora” dezenas de escritores que me marcaram  e que eu amei ler. Posso referir obras como Lolita de Vladimir Nabokov, Os Maias de Eça de Queirós, Cem anos de solidão de Gabriel Garcia Márquez, a poesia de Álvaro de Campos, um heterónimo de Fernando pessoa, pela riqueza dos seus poemas, pela intensidade da sua escrita, pelo seu exagero…. (Tabacaria, Ode Triunfal),Pablo Neruda outro autor que me delicia… “Nasci para nascer”.

Mas uma obra que me marcou particularmente foram “ Os Lusíadas” de Luís de Camões. O meu pai, homem culto e inteligente adorava ler os Lusíadas para nós em família e isso marcou alguns dos serões da minha memória. A sua obra lírica faz também as minhas delícias. Camões descreve a mulher e a sedução erótica, sem qualquer sentimento de pecado, sem limitações ou culpas, vivendo o amor em plenitude e inocência.

E a lista continuava infindável!...

 

Divulga Escritor - Quais os principais hobbies da escritora Alice Teixeira?

Alice Teixeira - Podia referir como hobbies, caminhar, ler, escrever…  sim… na minha semana encontro sempre tempo para estas atividades. Mas não as considero hobbies! São parte integrante da minha vida, assim como preparar o pequeno-almoço do meu filho, assim como jantar em família ou sentar-me à beira mar a ouvir o mundo viver…

Eu vivo intensamente cada dia, cada momento.

 

Divulga Escritor - Como você vê o mercado literário em Portugal?

Alice Teixeira - O mercado literário em Portugal, penso que terá estagnado nos últimos anos.

As novas tecnologias providenciaram acesso à leitura, à informação, nos recantos mais remotos do país. Se por um lado isto é positivo, por outro fez com que a cultura da livraria se desvanecesse e hoje, infelizmente poucas livrarias tradicionais se mantêm ativas.

As grandes superfícies comerciais também contribuíram para o desaparecimento das livrarias de rua que permitiam um maior enriquecimento cultural com nichos temáticos diferenciados.

No entanto, penso que hoje é mais fácil um autor ser publicado e ver a sua obra editada.

O que isto não implica é que o autor seja de facto lido e reconhecido.

Num mundo onde existem trezentos milhões de falantes em Português, penso que a aposta na língua e na cultura portuguesa deveriam integrar uma estratégia de conservação do património.

 

Divulga Escritor - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Alice Teixeira. Agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Alice Teixeira - Que sejam felizes!

Que não se calem, que não se marginalizem, que não se anulem.

Que vivam, que sorriam, que chorem, que sintam…

Que não se viciem na tristeza!

Que a sintam somente para ansiarem a felicidade.

E quando esta chegar… sejam FELIZES!

 

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: divulga@divulgaescritor.com

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor