Alpinista da Saudade - por Elair Cabral

Alpinista da Saudade - por Elair Cabral

ALPINISTA DA SAUDADE

 

Pedi ao vento o carinho

De levar minhas lembranças

Não foi um gesto mesquinho

Pois, truncavam meu caminho

E me roubavam a esperança

 

 A aura presa  à emoção

Varreu  alvitres sentidos

 Para debaixo do chão

Onde mora o coração

Dos meus sonhos destruídos

 

Escondidas sob a terra

Regadas pela saudade

 Com a garra de uma fera

Formaram picos e serras

Alpes da realidade

 

 Arranjei equipamentos

Para escalar meu viver

Munida por sentimentos

Valorizei meus momentos

Meu Himalaia a vencer

 

 Montanhista então virei

Despojei toda a vaidade

Reflexos do que sonhei

 Pois para sempre serei

Alpinista da saudade

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor