Ana Pereira - Entrevistada

Ana Pereira - Entrevistada

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Chamo-me Ana Pereira e nasci a 8 de Abril de 1987 na cidade de Viana do Castelo, Portugal, onde resido atualmente. Licenciei-me em 2009 na área da Educação pela Escola Superior de Educação de Viana do Castelo.  Na mesma instituição terminei em 2013 o 2º ciclo de estudos: Mestrado em Didática da Matemática e das Ciências.

Desde cedo tive um fascínio particular pela Língua Portuguesa, começando no gosto pela leitura e, posteriormente, um gosto pela escrita. Apesar do seu gosto pela escrita só em 2009 criei um blogue onde fui cultivando e aperfeiçoando a escrita. Em 2013 lancei a minha primeira obra: Coração de Tinta.

 

“Por outro lado, parti do princípio que outras pessoas poderiam identificar-se com o que eu escrevia  e que as levaria a refletir e, quem sabe, tambem a escrever.”

 

Boa Leitura!

 

SMC - Escritora Ana Pereira, é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, como a escrita esta inserida em seu dia-a-dia?

Ana Pereira - Quando comecei a escrever, censurava-me pois receava as criticas mas convenci-me que se me censurasse, deixaria de ser autêntica. Numa fase inicial escrevia todos dos dias (prosa) mas depois comecei a escrever semanalmente poesia. Tive de me disciplinar. Para escrever é importante que haja “fluência literária” ou seja inspiração. Não me sento à espera que ela surja. Disciplinei-me  e sei que ao fim da semana tenho de escrever. Já faz parte da rotina.

Assumo as situações descritas mas é o meu “eu poético que fala”. Apenas partilho o poema se eu sentir que é suficientemente bom. Como em tudo, sou critica relativamente ao que escrevo e há poemas de que gosto mais do que de outros

 

SMC - Que temas você aborda em seus textos literários?

Ana Pereira - Quando escrevo parto de um sentimento ou ideia e assumo a realidade desses acontecimentos, vestindo esses sentimentos como se fossem meus.

De um modo geral a minha poesia assenta em sentimentos como a Saudade, o Amor, a Ausência, o Desejo. Neste momento a minha poesia aproxima-se mais da poesia romântica, sendo que o sentimento mais presente é o Amor.

 

SMC - Como se dá esta transição, da escrita, de texto em prosa para poesia?

Ana Pereira - Durante cerca de 2 anos apostei numa escrita mais pessoal, prosa, fazendo do papel um confissionário mas apercebi-me de que não era a melhor opção. Como nunca me considerei uma boa contadora de histórias, pois tal exige uma grande capacidade para cativar o leitor ao longo das dezenas de páginas. Não sou capaz de o fazer mas a poesia utiliza o lado lirico e metafórico e permite dar asas à imaginação. Li diversos blogs de poesia, poetas consagrados. Após diversas tentativas falhadas passei a escrever poesia criando imagens poéticas. Considero que as pessoas quando leem devem visualizar o que as palavras transmitem.

 

SMC - Como foi a escolha do nome para o seu blog “Alma Inspiradora”?

Ana Pereira - Quando criei o blog foi com o intuito de fazer dele um diário virtual onde desabafaria e falaria sobre mim. Como seria uma desconhecida para os leiores, assumi –me como mais uma “alma” que escrevia. Por outro lado, parti do princípio que outras pessoas poderiam identificar-se com o que eu escrevia  e que as levaria a refletir e, quem sabe, tambem a escrever. Seria, por isso, Inspiradora. Daí a ideia chave do blog ser “Inspirem-se: deixem-se levar pelas palavras e digam o que vos vai na alma”.

 

SMC - Que temas você aborda em seu livro “Coração de Tinta”?

Ana Pereira - Coração de Tinta aborda os sentimentos que poderão surgir ao longo de uma história de Amor. Inicialmenre falo sobre oo modo como eu vejo a poesia e o meu processo de escrita. Depois começo a contar a gistoria propiramnete dita. Ao longo do livro existem citaçoes para que o leitor se situe na história e saiba qual o sentimento que irá ser abordado nos poemas seguintes. Os sentimentos ou ideias abordadas são a Solidão, o amor romântico, o desejo, a Saudade, a Tristeza e a Esperança. Idependentemente da história cada poema existe por si só.

 

SMC - Como foi a construção desta obra literária?

Ana Pereira - A obra Coração de Tinta foi uma obra do acaso. Num determinado momento apercebi-me de que o que escrevia era suficientemente bom para partilhar com os outros. Foi por entre as minhas inspirações e vontades que escrevi pemas sobre diversas temáticas (Amor, Saudade, Tristeza, Solidão…). Contudo, senti que so faria sentido escrever um livro se pudessse criar um fio condutor, uma história, algo que fizesse sentido para quem me lesse.  Face à diversidade de temas, organizei os poemas com o intuito de contar uma história de Amor porque o Amor romântico é um sentimento multifacetadi e que desencadeia diversas emoções.

 

SMC - Onde podemos compra-la?

Ana Pereira - O “Coração de tinta” está disponívek no site da editora Chiado Editora e em diversas livrarias espalhadas por Portugal. Tambem pode ser encomendado online na FNAC, WOOK, Berthrand, Sitío do Livro ou Book it (atual Note it).

Se forem às lojas FNAC, WOOk ou Berthrand podem também encomendar.

 

SMC - Quais os seus principais objetivos como escritora?

Ana Pereira - Tenho uma enorme paixao pela poesia e poderia dizer que é um vício. É algo que já faz parte de mim. Não me imagino sem escrever, mesmo que nunca seja um sucesso nessa área.

Contudo, como qualquer escritor o desejo de ser reconhecida pelo meu trabalho literário e que me conheçam como poetisa. Claro que isso dependerá da qualidade atribuída ao que escrevo e isso, está na mão dos leitores. Para mim “o céu é o limite”.

 

SMC - Como você vê o mercado literário em Portugal?

Ana Pereira - O que se verifica é que a nivel literário de um modo geral, quem tem lugar cativo são os autores estrangeiros, os autores já consagrados e os que são figuras públicas. Olhando para a poesia, eainda há a ideia de que a poesia é so para alguns e que é complicada de ler. Torna-se, por isso complicado haver uma “afirmaçao” nesta área pois acaba por não ser rentável pois ainda há esse perconceito em relação ao campo poético.

 

SMC - Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário em Portugal?

Ana Pereira - Mais do que olhar para os autores estrangeiros  e para os autores que são já consagrados, é importante dar destaque aos novos talentos literários. É preciso sangue novo. As pessoas editoras deveriam dar mais destaque e promover o género poético. O mercado não se pode apoiar apenas no dinheiro. Felizmente já vai havendo alguma preocupação com a divulgação poética mas é preciso bem mais.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor a Escritora Ana Pereira, que mensagem você deixa para nossos leitores?

Ana Pereira - Espero que os leitores tenham ficado curiosos relativamente à minha obra e em relaçao ao que escrevo e que se aventurem a “descobrir-me” poeticamente. Acima de tudo abram os vossos horizontes literários e partam à descoberta. Talvez tambem voces descubram a vossa veia literária e se inspirem e escrevam o que vos vai na alma.

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor