Ana Stoppa

Ana Stoppa

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Ana Maria Stoppa, natural de Santo André/SP. Ítalo/Brasileira, Advogada, Pós Graduada em Direito e Processo do Trabalho, PUC/SP,  Escritora,  Ambientalista, Ativista Cultural. Obras Publicadas: “Diagnóstico”,  1989, “O Silêncio dos Porta-Retratos”, 1º Edição  2012. No prelo:  Publicações bilíngues:  português/italiano:, 2º Edição “O Silêncio dos Porta Retratos”,  2013, “Mosaicos de Sabedoria 2013”. Prêmios:   1º. Lugar,  Concurso de Literatura Infantil Secretaria de Educação e Cultura de Barueri/SP, com a obra  “Lelé, o Navegador dos Sonhos”,  5º lugar -  VIII Concurso Literário: Poesias Sem Fronteira, com o poema “Varal dos Enlutados”,  2º. Lugar- I Concurso de Poesia  Infanto-juvenil  “Mãos que Falam” Salvador/BA, Projeto Alma Brasileira com o conto “ Cristal, A Corujinha Cantora”.

 

“Deixo  como mensagem para todos os queridos leitores a última que pedi para minha saudosa mãe, quando em janeiro deste ano  ao pedir-lhe uma mensagem de  Ano Novo ela fitou-me serenamente e disse-me: - É simples Ana Maria.....Perdoar.....Sempre!!!!

Mais que poesia, mais que inspiração, mais do que livros, porque apenas conseguimos nos fazer entender nos versos se estamos em paz, sob todos os aspectos.”  

 

Boa Leitura!

 

Escritora Ana Stoppa para nós é um prazer tê-la conosco no projeto “Divulga Escritor”, conte-nos, em que momento você começou a escrever seu primeiro livro? Qual a sensação de ter seu primeiro livro em mãos?

Ana Stoppa - Escrevo desde a adolescência, época em que sequer imaginava publicar um livro.   Entretanto, nos anos 80 quando comecei a publicar esporadicamente artigos e poemas em jornais  nasceu a ideia de escrever o primeiro livro.

Com os poemas prontos  decidi oferecer a renda da edição para um projeto de cunho social. Assim nasceu em 1989 ” Diagnóstico”,  meu primeiro livro. Duas edições totalizando 2.000 exemplares com a renda totalmente revertida para o Projeto Polio Plus do Rotary Internacional destinado a erradicar a paralisia infantil da face da terra.

A sensação de uma imensurável felicidade pude sentir na noite de lançamento, quando  mostrei ao meu saudoso  pai que mesmo adoentado esteve presente.

No olhar dele banhado de lágrimas pela emoção ao ver seu sobrenome estampado na capa, em seguida  muitas  lágrimas e tomada de  forte emoção pude compreender que um novo caminho nascia em minha vida.

 

Qual o público que você pretende atingir com o seu trabalho? Que mensagem você quer transmitir para as pessoas?

Ana Stoppa - Escrevo para adultos e crianças.

Acredito na  esperança tudo é possível quando nos propomos a seguir os objetivos.

Vejo o conhecimento como algo  libertador e a importância dos  valores morais,  da solidariedade, da família, do amor ao próximo, da simplicidade,  do perdão e da compreensão como essenciais para trilharmos o breve existir.

Penso também que não viemos a este mundo apenas para viver a própria  existência, não teria sentido.

Recebemos o dom da vida, para de alguma forma fazermos algo pelo semelhante, a escrita é uma grande possibilidade, pois através dos textos  compartilhados podemos ser  o alento, a esperança ou a felicidade, dentre tantos sentimentos a tocar a alma do leitor.

Nesta direção pauto o caminhar na seara das letras.

 

Fale-nos um pouco sobre o seu livro “O Silêncio dos Porta-Retratos” ?

Ana Stoppa - Meu segundo livro, publicado em 2012 nasceu do poema que deu o título à obra., ao observar  porta-retratos com as imagens estáticas, amareladas pelo tempo, das pessoas queridas que se foram veio a imagem de o quão bom seria na magia da inspiração  libertá-las das molduras, dever-lhe a vida para viver o que não foi vivido…  Saudade…Sonhos…

A segunda edição está no prelo – uma triagem limitada, capa dura, edição bilíngue, português/italiano.

 

Ana, você estará lançando agora em setembro um livro bilíngue “Mosaicos de Sabedoria” ou “Mosaici di Sapienza”. Que temas você aborda neste livro?

Ana Stoppa - Sim será lançado na cidade de Taranto, na Itália.  O projeto nasceu a partir de um encontro com poetas italianos do qual participei em junho passado na cidade de Roma.   Como recebi o convite para estar em setembro em outro evento veio a ideia de lançar um livro bilíngue português/italiano. Também pesou  bastante o fato de  minha família ser de origem italiana, na obra presto homenagem póstuma aos meus antepassados, ao patriarca, ( meu bisavô paterno)  Giacinto Stoppa que desembarcou no Brasil aos 08 de junho de 1886.  Neste livro que publico selecionei poemas  cujas mensagens são de esperança, coragem e alegria.  O lançamento no Brasil ocorrerá na Feira do Livro de Porto Alegre em novembro próximo.

 

Onde podemos comprar os seus livros?

Ana Stoppa - Disponível  no momento  ” O Silêncio dos Porta Retratos”,  R$ 35,00 (os demais ainda no prelo). Para adquirir: anamstoppa@hotmail.com

 

Escritora Ana Stoppa você, hoje, participa de várias Academias literárias, na sua opinião, quais os principais trabalhos que são desenvolvidos pelas Academias no Brasil?

Ana Stoppa - Quando somos acadêmicos correspondentes a atuação limita-se ao envio  regular de textos para publicar. No entanto,  considero bastante válido pois é uma forma de divulgação do trabalho. Mas na Academia Nacional do Portal do Poeta Brasileiro, onde ocupo a Cadeira n. 43, temos atividades constantes, dentre elas  a criação de núcleos de poetas nas regiões dos respectivos acadêmicos. Participamos de movimentos  sociais, como caminhadas poéticas, realização de saraus, publicação de antologias ou  obras individuais, e a diretriz de nossa Presidente é a valorização do poeta vivo.

 

Ana Stoppa - Conte-nos qual o principal objetivo do projeto “Primavera Plante, o Planeta agradece”? Quais as principais atividades desenvolvidas pelo projeto? Quem pode participar?

Ana Stoppa - Shirley, tenho três sites, um deles  www.ambientalistaanastoppa.org  o qual tenho a honra de estar  como link no blog do Solar dos Poetas no Planeta Azul onde publico sobre meio ambiente. Há seis anos desenvolvo  um trabalho voluntário em  prol do meio ambiente na base, ou seja na comunidade estudantil do ensino fundamental e médio através da realização de concursos de redação e cartazes e plantio de árvores. è um trabalho pequeno, apresento os temas e as escolas segundo o regulamento indicam um de cada classe para receber o Certificado de Honra ao Mérito, entendo isso como essencial para desenvolver o civismo. Até o ano passado a OAB Mauá participou apoiando. Neste ano o projeto sai com apoio da ANLPPB e REFEMA. Será viabilizado por ocasião da primavera na cidade de Mauá/SP com cerca de 10 escolas estaduais. Mas aqueles que quiserem aplicar o projeto desde que mantenham o crédito da Autora  está liberado.

 

Ana, quais seus próximos projetos literários? Tens plano para publicação de novos livros?

Ana Stoppa - Assim que concluir o projeto dos livros bilíngues trabalharei para a publicação de literatura infantil, algo bem mais dispendioso, pois, temos que contar com o trabalho do ilustrador, o que encarece a obra.

Além dos livros está em andamento um projeto para a produção de uma peça infantil e a musicalização de poemas para o mesmo público.

 

Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário no Brasil?

Ana Stoppa - Um trabalho de valorização para a importância do hábito da leitura na comunidade escolar.  O mundo virtual mostra tudo em um simples click  mas estamos muito longe de descartar o livro convencional. Entretanto não podemos fechar os olhos para a realidade e nesta esteira vejo como uma grande possibilidade de expansão do mercado literário a produção de livros eletrônicos, a exemplo dos jogos de computador, pois esta forma reduz o custo possibilitando o acesso para maior número de leitores.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto “Divulga Escritor”, muito bom conhecer melhor a Escritora Ana Stoppa, que mensagem você deixa para nossos leitores?

Ana Stoppa - Prezada Shirley Cavalcante, parabenizo-a pela criação deste importante projeto, muito bem elaborado por sinal, ao tempo em que agradeço pela oportunidade ímpar que me foi concedida para aqui  registrar um  pouco da minha carreira literária.

Deixo  como mensagem para todos os queridos leitores a última que recebi  da  minha saudosa mãe, quando em janeiro deste ano  ao pedir-lhe uma mensagem de  Ano Novo ela fitou-me serenamente e disse-me: – É simples Ana Maria…..Perdoar…..Sempre!!!!

Finalizo compartilhando o pensamento de que  na  poesia, mais que inspiração, mais do que livros, ou títulos,  é essencial para a criação dos textos estamos em paz, sob todos os aspectos.Recebam todos o meu fraternal abraço.  Ana Stoppa.  

site: www.anastoppa.prosaeverso.net

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor