Angelus - por José Lopes da Nave

Angelus - por José Lopes da Nave

ANGELUS

 

 

Sim,

naquele dia,

a luz das estrelas revelou-se.

 

 

E, a pedido,

em preces a um anjo,

diga ao meu amor

que o coração pulsou.

quando recebi o seu de presente.

 

 

Comunique-lhe

que as nuvens são agora de cristal

e vivo de sonhos coloridos,

na magia da fortuna, da lembrança,

onde tudo nasceu.

 

 

Do tempo onde a nossa solidão

Procurava ternura.

 

 

Diga-lhe que é a luz dos dias meus e

quero permanecer na sua vida eternamente.

 

 

José Lopes da Nave

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor