Anjo lindo - por José Sepúlveda

Anjo lindo - por José Sepúlveda
 
Anjo lindo
 
Essa menina frágil se estendia
Ali na dura palha dum colchão
Ao brilho da candeia que insistia
Em dar mais luz à sua escuridão.
 
Rendida ao tempo, ali permanecia
Lutando contra a sua condição;
Tuberculose, sim, ela sabia
Que não havia outra solução.
 
Aonde estás, gazela espavorida
Correndo com fulgor, cheia de vida,
Em mananciais de paz e de alegria?...
.... ... ...
Dormindo agora em teu vestido de anjo,
Vais renascer nos braços de um arcanjo,
Vencida a morte e a dor...naquele dia!
 
José Sepúlveda
 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor