Antônio Portela - Entrevistado

Antônio Portela - Entrevistado

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

António José Rebocho Arranhado Portela, nasceu em Serpa, Baixo Alentejo no dia 08-12-1962.

Desde muito novo algo fazia com que a Paixão por escrever se tornasse numa necessidade diária. Na escola, qualquer redação, qualquer ditado ou composição livre pedidas pelos Professores eram logo motivo para encher páginas. Escreveu inclusive uma pequena história para crianças que poderia ter dado um livro, podia, mas os tempos eram outros. De início não escrevia Poesia, trabalhava mais com a imaginação em contos e histórias sobre diversos temas. Sempre foi introvertido na escola, talvez por isso a escrita lhe abria o caminho para novos Mundos onde ele extravasava toda a sua criatividade à vontade. A vida tem muitas Vidas, como costuma dizer, e os caminhos percorridos nela nem sempre foram os mais calmos, nem sempre foram os mais propícios para poder continuar e talvez com outros objetivos na Arte da Escrita. Chegou a altura para isso aos 50 anos de idade. Enviou um trabalho para a Chiado Editora e foi aceite para Edição. Agora tem dois livros editados, ambos de poesia e trabalhos em mais cinco coletâneas. Espera escrever um dia um Romance e um livro de contos, mas sem deixar nunca de parte a Poesia, pois como ele diz “Quem escreve sem Sentimento, não consegue escrever Poesia, consegue apenas Rimar e isso, nunca será a mesma coisa. É então de Sentimentos expostos, simplicidade e sonhos à mistura, que a Poesia terá o seu sentido.

“Que aprendam a gostar de poesia, ela fala de sentimentos comuns a todos os mortais. Que leiam livros de nomes não conhecidos, deêm-lhes ao menos uma hipótese, não poderão saber o seu valor se não os lerem.”

Boa Leitura!

 

SMC - Escritor Antônio Portela é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que o motivou a ter gosto pela escrita?

Antônio Portela - Talvez por ser um sonhador e estar atento a tudo o que se passa à minha volta. Sentimental, e revoltado com as injustiças sociais, amante da Vida com tudo o que ela engloba e amante incondicional da minha familia, minha mulher e meu filho que são a razão da minha existência, das minhas lutas e da minha felicidade. Portanto necessito de passar para o papel todo este sentimento global, sorrir e chorar com o que escrevo faz-me sentir livre e mais feliz ainda.

 

SMC - Como surgiu a ideia de publicar o seu primeiro livro?

Antônio Portela -   Um problema de saúde no seio da minha familia, mais própriamente com o meu filho, fez-me  começar    a escrever com mais assiduidade para culmatar a ausência dele. E foi por ele que enviei o primeiro trabalho para a Chiado, sinceramente nem fiquei em mim quando me disseram que o livro podia ser editado. Foi a minha primeira vitória e mais ainda quando no dia da apresentação do “Jardim das nossas Vidas” foi o recomeço de uma vida nova para o meu filho, ele esteve ao meu lado nesse dia.

 

SMC - Como foi a escolha do titulo “Jardim das nossas vidas” para a sua obra?

 Antônio Portela - O “Jardim das nossas Vidas” é nem mais que a minha casa e as pessoas que lá vivem, o Jardim que nós três construímos, as Vidas que com Amor venceram tantas tribulações e floresceram, graças a Deus formaram um lindo Jardim. O título não poderia ser outro.

 

SMC - Onde podemos comprar o seu livro?

Antônio Portela - Como agora já tenho dois livros publicados, pois saíu o “Uma Lição de Amor”, em Novembro de 2013, podem adquiri-los nas Lojas Fnac, Bertrand, por encomenda e Online. Podem encomendá-los a mim também, pelo nª 968147649 ou por email: apportelarb@gmail.com

 

SMC - Antônio, que temas você aborda em seus textos literários?

Antônio Portela - Talvez por ser um sonhador e estar atento a tudo o que se passa à minha volta. Sentimental e revoltado com as injustiças sociais, amante da Vida com tudo o que ela engloba e amante incondicional da minha familia, minha mulher e meu filho que são a razão da minha existência, das minhas lutas e da minha felicidade. Portanto necessito de passar para o papel todo este sentimento global, sorrir e chorar com o que escrevo faz-me sentir livre e mais feliz ainda.

 

SMC - Que mensagem você quer transmitir para os leitores através de seus textos?

Antônio Portela - Que viver vale sempre a pena, que as tempestades passam, que as tristezas passam, que as batalhas podem-se ganhar, mesmo aquelas que julgamos impossíveis de vencer e que o Amor, aquele Amor que muitos têm até vergonha de mencionar, talvez por orgulho, pode ser o nosso maior aliado junto a Deus no qual acredito, para ao menos não termos medo de combater. E vivam com paixão, persigam os sonhos, nunca desistam de nada e sorriam, sorriam sempre.

 

SMC - Quais os seus principais objetivos como escritor? Pensas em publicar um novo livro?

Antônio Portela - Chegar a muitos mais leitores. As Editoras não apostam nada na pubilcidade a quem ainda não tem nome na praça, publicam os livros mas depois é o Autor que se tem de auto promover. Penso como já disse publicar mais livros, poesia, contos e romance, que Deus me ajude a conseguir isso.

 

SMC - Quais os seus principais hobbies?

Antônio Portela - Adoro ler, de tudo o que me possa ensinar algo de novo, pertenço a um grupo onde sou Administrador rotativo e que me faz ocupar um pouco do meu tempo a ler os trabalhos postados pelos seus membros e comentá-los, gosto de tocar guitarra, estou a tentar aprender, já tive aulas, não tenho agora mas penso retomá-las e não será um hobbie mas sim uma dedicação, pertenço a um grupo de voluntários “Estrelas na Rua” que ajuda com mantimentos roupa e muito carinho os sem abrigos e estou a tirar um certificado em Geriatria, sem falar no que escrevo todos os dias, uma vida bastante ocupada.

 

SMC - Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário em Portugal?

Antônio Portela - Que acreditassem mais naqueles cujo nome não é ainda conhecido, que fossem mais divulgadas as suas obras, que tivessem direito a ver os seus livros expostos nas livrarias e não só Online ou nos armazéns onde ninguém os pode desfolhar.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor o Escritor Antônio Portela, que mensagem você deixa para nossos leitores?

Antônio Portela - Que aprendam a gostar de poesia, ela fala de sentimentos comuns a todos os mortais. Que leiam livros de nomes não conhecidos, deêm-lhes ao menos uma hipótese, não poderão saber o seu valor se não os lerem. E acreditem que os sonhos não servem só para serem sonhados, existem alguns que se tiverem a coragem de os seguirem poderão tornar-se realidade, aconteceu comigo e não sou mais do que ninguém, acreditem e façam por serem felizes e não se esqueçam de ajudar quem realmente precisa, nem que seja com uma palavra amiga, com uma atenção, com um sorriso.

Obrigado Shirley, foi um prazer responder  a esta entrevista, está a fazer um maravilhoso trabalho...bem haja.

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor