Ao Luar - por José Lopes da Nave

Ao Luar - por José Lopes da Nave
AO LUAR
 
 
 
Sentados
 
 ao luar,
 
 abraçados,
 
 contemplando o mar
 
 no nosso amor
 
 refugiados,
 
 sonhando quimeras, futuras.
 
 
 
Luz das almas reflectia-se
 
 na calmaria das águas,
 
 serenas, lânguidas,
 
 de promessa de ânsia,
 
 mágoas distanciando
 
 em beijos ardentes meditando
 
 pela noite anelando
 
 que seria já.
 
 
 
Sombra não era,
 
 apenas o desejo
 
 de estarmos,
 
 sermos
 
 almas afeiçoadas
 
 de amor
 
 numa só.
 
 
 
O sol atrasar-se-ia.
 
 
 
O luar, em voo, era nosso,
 
 Apenas nosso.
 
 
 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor