Ao Outono Declinante - por Conceição Oliveira

Ao Outono Declinante - por Conceição Oliveira

AO OUTONO DECLINANTE

 

Tímido
oblíquo
um pouco mais tarde, agora
circunda toda a terra 
numa sofreguidão de luz.

Vertiginosamente, completa o ciclo diurno.

Mostra pujança
a última.
Sofrido,
antes que a chuva
antes que a cinza 
e o breu
se diluam em seu ventre
acomodando-se nele.

Despe-se da chama
e declina
altivo.

Atira-se ao mar...
Parte.

Assim 
suave

E leva-me com ele…

Dormitará
no colo de Leto
para acordar em Março triunfante!

Surgirá vigoroso.
Trará as Helíades
por companhia
e de novo todos os rios
todos os mares
e seres
regurgitarão alegria.

E me trará com ele.

De novo, a vida!

 

Conceição Oliveira,

In, SOLAR de POETAS - Colectânea de Poesia, volume II,

Modocromia em parceria com o Solar de Poetas.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor