Aos Senhores do Mundo - por Ana Maria dos Santos

Aos Senhores do Mundo - por Ana Maria dos Santos

AOS SENHORES DO MUNDO

 

Ufanistas de terno novo!

 Esqueces-te teus pés marcado

Na casa pau a pique de teus pais

O sangue que irriga o teu órgão não se enxagua

É nodoa!

Ferida que não sara

Quem vê a tua bela arquitetura

Se engana com a fachada

Despido na tocha da luminária

 És podridão

De um vaso sem água

Senhor do MUNDO!

QUERES TODOS PROSTERNADOS!

Não é de se espantar;

O mal vi sempre triunfar

Os bons vi sempre passar

De Cesar a Pilatos;

De Alexandre a Nero;

De Hitler a bin Laden;

Os piedosos deitaram.

A alguns dividi meu pão;

A outro fumo;

A outros apertei a mão;

Mal virei as costas me roubaram.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor