Apenas uma partitura - por Roberto Mello

Apenas uma partitura - por Roberto Mello

Apenas uma partitura

 

Descortinei diante dos meus olhos uma ilusão

Afetou de modo angustiante minha alma

Afligia noite e dia e sem nenhuma calma

Obstruía minhas veias e destruía um coração.

 

A este coração impetuoso, audacioso e esperançoso,

Embora perdido, mas anseia encontrar;

Um sonho ao encontro de uma paz ao corpo harmonioso

E sem pesadelos

Cobiça conjugar o verbo amar.

 

A este “amar”

Navega-se por tempestades em alto mar

Com ondas que avassalam tua alma sem a encontrar

E novamente, insistentemente, aspiro reencontrar,

O elo perdido descortinado da ilusão sem adulterar.

 

Logo, hoje em dia, questiono:

“Descobri” minha insólita e audaz ilusão?

Com ou sem veemência ao reduto do meu coração?

Enganei-me pelos ternos impulsivos instantes?

Então, chego à conclusão:

Suportei o imaginável fantasiado de aventura

Minha mente bailava e se adocicava por esta loucura

Afastei-me do pesadelo por essa criatura

Afinal, essa melodia... Apenas uma partitura!

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor