Babel - por Alves dos Santos

Babel - por Alves dos Santos

Babel

 

Era um tempo novo

Era um tempo estranho

Todos queriam falar

Todos tinham algo para contar

Mas ninguém parava para ouvir

Ninguém ouvia ninguém

Ninguém sequer se escutava a si próprio

Não havia tempo para si nem para o outro

Era um tempo invulgar

O sangue corria-lhes pelas veias

Mas não se sentiam vivos

Corria-se muito

Pensava-se pouco

Sentia-me ainda menos

Era tudo poluição

Sobrava ruído

Sobrava indiferença

E não sabiam bem o que queriam

E não eram propriamente felizes

E não sabiam como escapar a esta realidade.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor