Bienal PE 2015 - Débora Falcão - Entrevistada

Bienal PE 2015 - Débora Falcão - Entrevistada

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Formada em Licenciatura em Educação Artística, com Habilitação em Artes Cênicas, pela Universidade Federal de Pernambuco, Débora Falcão trabalhou como atriz de teatro durante dezesseis anos, dos quais doze anos no teatro amador, no Grupo V.I.D.A (Voz, Interpretação, Dança e Atitude), em Recife-PE, ocupando também o cargo de Diretora Artística; e por quatro anos trabalhou no teatro profissional, nos grupos Integrarte (como atriz e Assistente de Coreografia ao lado de Arnaldo Siqueira, na ONG Integrarte, com teatro inclusão, um projeto englobando atores portadores da Síndrome de Down e atores sem a síndrome) e Cia de Obscênicos (como atriz, encenadora e dramaturga com duas peças em cartaz no Teatro Milton Baccarelli, um projeto com alunos da UFPE). Também trabalhou como professora de arte em duas escolas da rede particular de ensino. Atualmente é avaliadora de originais da Editora Deuses, revisora freelancer. Mora na capital pernambucana com marido e filho e divide seu dia entre escrever seus livros e seu trabalho como revisora/avaliadora.

 

Boa Leitura!

 

Divulga Escritor - Escritora Debora Falcão é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que a motivou a ter gosto pela escrita?

Debora Falcão - Sempre gostei de escrever, fui muito incentivada no Ensino Médio por minha professora Celeste Azevedo, que costumava revisar meus textos e, assim, me ensinava na prática detalhes da nossa Língua Portuguesa. Mais adiante, essa vontade cresceu no curso de Artes Cênicas, onde me encontrei na área de dramaturgia, criando e escrevendo as peças a serem encenadas pelos colegas e amigos.

 

Divulga Escritor - Em que momento pensou em escrever o seu livro “Guerra Negra”?

Debora Falcão - No fim da adolescência, mais ou menos aos dezenove anos, tive a ideia a partir das conversas com meu avô, que sempre foi apaixonado pelas profecias bíblicas que envolviam o apocalipse e o fim dos tempos. Passávamos horas e horas conversando, e suas ideias me estimularam a criar o universo da Saga Cidade de Cristal. Minha ideia inicial era escrever Império da Luz, mas ele acabou virando o segundo livro da saga, e comecei a escrever a partir de Guerra Negra, com acontecimentos importantes que antecedem a ideia daquele livro.

 

Divulga Escritor - Quais os principais desafios para escrita do livro?

Debora Falcão - A criação de uma nova religião e todos os detalhes desta: panteão, divindades, rituais, sacerdotisas, e tudo que a engloba no passado, em seu início no fim do quarto século, e no presente, com sua evolução no passar dos anos e seu impacto na sociedade entre os anos de 2020 e 2041 (período que se ambienta toda a Saga Cidade de Cristal). Foi necessário criar um esboço do Livro da Irmandade da Luz, uma espécie de cartilha seguida pelos adeptos da Irmandade, e que não foi publicado. Serve apenas como consulta.

 

Divulga Escritor - Mas você tem pretensão de publicar algum dia este Livro da Irmandade da Luz?

Debora Falcão - Talvez, como um spin-off ou bônus. Já pensei em publicá-lo apenas como parte da coleção depois que todos os livros da saga forem publicados, mas isso é apenas uma projeção. Não sei se faremos isso. Dependerá da Editora.

 

Divulga Escritor - Como foi a escolha do Titulo?

Debora Falcão - Bem, quando eu tive a ideia inicial de escrever Império da Luz, eu sempre imaginei a ambientação de um mundo pós guerra, sendo esta guerra ocorrida por causa do petróleo e da briga por esta riqueza e pelas principais terras produtoras, com o envolvimento de vários países. Esta guerra proporciona poder a alguns, e é por meio dela que o personagem Junius de Margeau detém credibilidade internacional, através das negociações de paz, dando a ele o cargo almejado de Secretário Geral das Nações Unidas. A Guerra não é o principal do livro, é apenas um pano de fundo, e permeia a história, dando uma atmosfera diferente a ela. Esta guerra é chamada Guerra Negra por ser uma guerra pelo controle da extração do petróleo. É através desse mundo que a personagem principal, Keren-Hapuque, cresce e se fortalece, tornando-se uma guerreira caçada pela Irmandade da Luz, e a líder poderosa, mas o resto seria spoiler.

 

Divulga Escritor - Qual a mensagem que você quer transmitir ao leitor através do enredo que compõe a obra?

Debora Falcão - Mensagem principal de superação e esperança. O leitor acompanhará a trajetória de Keren-Hapuque, uma menina comum, insegura, cheia de problemas, mas que os supera todos para cumprir a profecia antiga de liderar os excluídos do Império da Luz. Todos pensavam que ela não conseguiria, pois a Irmandade da Luz a desviou de seu propósito ainda na infância, mas ela supera as dificuldades e os traumas que lhe foram impostos pela Irmandade e consegue se libertar de uma série de amarras psíquicas para cumprir seu papel neste mundo distópico. O leitor acompanhará de perto essas mudanças, podendo se identificar com a personagem e adquirir essas lições, sem necessariamente se dar conta disso, pois o livro se propõe a entreter, e não a ser um livro didático.

 

Divulga Escritor - Onde podemos comprar o seu livro?

Debora Falcão - No site oficial da Editora Deuses (EditoraDeuses.com.br) e na Amazon (Amazon.com.br). Também podem ser adquiridos no Clube de Autores, com uma outra edição (só a capa é um pouco diferente). Livros autografados com marcadores exclusivos podem ser adquiridos diretamente comigo, através do email deborafalcao@editoradeuses.com.br ou deixando uma mensagem inbox na fanpage FB.com/LivrosdeDeboraFalcao

 

Divulga Escritor - Você vai esta autografando na Bienal Internacional do livro de Pernambuco 2015, podes nos informar qual o dia em que vais estar na Bienal?

Debora Falcão - Estarei no dia 10 de outubro, no estande oficial da Editora Deuses (estande 112), às 16h. Também estarei no período da tarde do primeiro fim de semana da Bienal (dias 02, 03 e 04) e no último fim de semana (11 e 12).

 

Divulga Escritor - Quais os principais objetivos da escritora Débora Falcão?

Debora Falcão - Meu objetivo principal é que as pessoas viajem em minhas histórias, se identifiquem com os personagens, embarquem nas aventuras que permeiam meus pensamentos. Mas existem outros objetivos, como me destacar no mercado literário brasileiro e ser reconhecida como escritora. De qualquer maneira, só poderei alcançar os objetivos secundários através do objetivo principal. Fico muito grata e me sinto realizada quando um leitor entra em contato dando o feedback de sua leitura. É muito bom saber que um livro que a gente escreveu tocou as pessoas e as entreteve. Não tem preço.

 

Divulga Escritor - Como vê o mercado literário brasileiro?

Debora Falcão - Vejo-o como uma faca de dois gumes. Estamos num momento ímpar, onde apesar de vivermos uma era digital, as leituras por crianças, adolescentes e jovens se tornaram muito populares, e o público consumidor de livros físicos aumentou, enquanto que em outras áreas, como a música, a venda de CDs caiu e aumentou o consumo de músicas digitais. As livrarias viraram ponto de encontro dos jovens, e cada vez mais vemos leitores. Mas também o número de escritores aumentou bastante, e apesar de a procura ser grande, a oferta também se tornou bastante concorrida. As editoras grandes não conseguem absorver a demanda de autores, e começou a surgir as editoras pequenas, que não conseguem divulgar tanto os seus lançamentos quanto as outras. Acabamos tendo muitos livros que nem saem das prateleiras, e inúmeros bons autores desconhecidos do público em geral. Enquanto os leitores têm muitas opções, tantas que nem conseguem conhecer todas, os autores têm dificuldade de se destacar dentre tantos escritores.

 

Divulga Escritor - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Débora Falcão. Agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Debora Falcão - Não deixem de ler. A leitura é um ótimo passatempo, uma ótima viagem e, ao mesmo tempo, uma ótima fonte de aprendizado. Aprendemos a nos comunicar melhor através da leitura, e melhoramos muito mais nossa escrita com leitura do que com gramática exaustiva. Além de nos aventurarmos e nos divertirmos lendo de um modo todo especial, como nenhuma outra forma de conhecer uma história é capaz de fazer. No mais, busquem novas leituras, novos autores. O Brasil está cheio de ótimos escritores, com livros e aventuras maravilhosos para fazerem parte de sua estante!

 

 

 

 

Realização e divulgação: Divulga Escritor

Facebook: https://www.facebook.com/DivulgaEscritor


 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor