Bomba na Petrobrás - por Antonio Montes

Bomba na Petrobrás - por Antonio Montes

BOMBA NA PETROBRÁS

A plataforma da Petrobrás explodiu...
O fogo tomou de conta, e funcionário sumiu
Funcionários treinados morreram...
Morreram sobre fogos queimados e afogados
Se acabaram sem eira sem beira e sem rogo.
Aqueles que ali viviam trabalhando
para levarem as suas vidas com transparências
Sempre dignos! Agora na explosão, se acabou.
Trabalhava que trabalhava...
Sempre trabalhava! Sem diversão, sem nada!
Não tinham laser nem horizontes ou estradas
E muito pouco, quase nada! Iam a suas casas.

Uma bomba na Petrobrás explodiu...
A plataforma do roubo veio à tona... Eclodiu
A dignidade ali, há tempo foi excluída!
Com mãos ladras, verdades camufladas
Os poderosos do liquido...
Por ali, não! Não cheiram na barba do bode... 
Levam tudo que pode, e até o que não pode!
E nesse fato errante, nota-se algo interessante...
Velhos bem velhos! Até mesmo caducos
Tem roubado, muito mais que o próprio lucro!
E agora como fica? Altas e altas...
Altas em impostos...
Nas altas de tudo quanto há de produtos.


Antonio Montes 12/02/15

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor