Bruna Fontes - Entrevistada

Bruna Fontes - Entrevistada

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Bruna Fontes nasceu durante uma baite tempestade de agosto na cidade de Niterói, Rio de Janeiro. Começou a escrever aos doze anos quando descobriu o universo das fanfics e depois disso nunca mais parou. Hoje em dia divide seu tempo entre a faculdade de Letras na UFRJ, as séries de TV e os mundos paralelos que ela visita o tempo todo em seus livros. Escrever e cantar são suas maiores paixões e com La La Land ela começou a acreditar ainda mais em seus sonhos. La La Land, seu romance de estreia,  era  uma das webnovelas mais acessadas da Só Webs, uma comunidade de histórias online no Orkut. Em 2013 o livro venceu o concurso Publiki Meu Livro e finalmente ganhou vida na forma de papel com o subtítulo “O Sonho Americano”.

“Me senti como se tivesse acabado de conhecer o próprio Papai-Noel! Dediquei tantos anos da minha vida a escrever essa história que vê-la finalmente concretizada nas minhas mãos foi o maior presente que eu poderia ter ganho.”

Boa Leitura!

 

SMC - Escritora Bruna Fontes, é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos como se sentiu ao ter o seu livro em mãos pela primeira vez?

Bruna Fontes -  Me senti como se tivesse acabado de conhecer o próprio Papai-Noel! Dediquei tantos anos da minha vida a escrever essa história que vê-la finalmente concretizada em minhas mãos foi o maior presente que eu poderia ter ganho. Foi como um filho nascendo, felicidade e alívio ao mesmo tempo. E detalhe: Recebi a notícia de que ele seria publicado um dia depois do meu aniversário! Ou seja, tudo já começou lindamente.

 

SMC - Como foi a escolha do Título “La La Land”?

Bruna Fontes -  O título surgiu antes mesmo da história ser escrita, vem de uma música de mesmo nome da cantora Demi Lovato. É engraçado porque muita gente reconhece o nome da música e alguns, inclusive, perguntam se eu podia mesmo tê-la usado no meu livro, se eu não estava violando algum direito autoral. Mas não, gente! La La Land, na verdade, é uma gíria popular nos Estados Unidos que significa a cidade de Los Angeles, não foi nada inventado nem por mim e nem pela Demi! Nós apenas pegamos emprestado.

 

SMC - Que temas você aborda nesta maravilhosa obra literária?

Bruna Fontes -  Costumo dizer que La La Land é uma história sobre sonhos e até onde eles podem nos levar, seja para bem ou para o mal. É uma história sobre a descoberta de si mesmo que todo mundo passa na adolescência. A diferença é que a Roxy, minha protagonista, sofre todas as frustrações e mudanças da idade debaixo dos holofotes de Hollywood. Com ela o processo não é natural, ela era uma garota pacata e amável que se vê forçada a questionar tudo sobre si mesma, ainda mais quando se apaixona! Eu falo no livro sobre os altos e baixos da fama, sobre a importância da família na formação do indivíduo e, principalmente, sobre o anjinho e o diabinho que coexistem dentro de todos nós.

 

SMC - Conte-nos sobre a construção do enredo e personagens que compõe o drama da obra?

Bruna Fontes -  A construção dos personagens é a parte mais divertida! Nesse livro ela se deu de forma muito fluída, eu imaginei como queria cada um e eles foram crescendo e ganhando vida própria à medida que eu escrevia. Eu queria que a Roxy fosse divertida, impulsiva e que se metesse em muitas confusões. Queria que o Luke fosse sedutor e sarcástico, mas também muito honesto. Eu defini quem seria bom no início e se revelaria ao longo da trama, e todos esses detalhes das personalidades juntas, somados à mitologia da “mação proibida”, criaram o enredo na minha cabeça. A Roxy cai de pára-quedas em Hollywood e lá ela descobre um mundo totalmente novo que muda sua vida para sempre.

 

SMC - De onde veio a inspiração para escrever “La La Land”?

Bruna Fontes -  Eu mencionei a música da Demi pra falar sobre o título do livro, mas a música é a inspiração por trás da história também. É uma das minhas canções preferidas e define bem o livro: conta, de uma maneira divertida e dramática ao mesmo tempo, sobre o lado opressor da fama. Eu sempre fui apaixonada por música e escrever sobre uma cantora (A Roxy é cantora!) e sobre  o mundo do espetáculo parece algo que sempre esteve esperando dentro de mim para ser feito, só precisei da música da Demi para ter a ideia.

 

SMC - Onde podemos comprar o seu livro?

Bruna Fontes -  Você pode achar o livro na Livraria da Travessa, na Livraria Saraiva, na Amazon e no site da Editora Publiki: http://publiki.me/bruna-fontes/la-la-land-o-sonho-americano.html#.VDWH02eYa1s

 

SMC - Bruna, como você se sente ao participar com o seu primeiro livro, do maior evento literário do Brasil, a Bienal Internacional do Livro de São Paulo?

Bruna Fontes -  A Bienal sempre foi uma das minha grandes metas como escritora. Desde que publiquei La La Land já tinha em mente que participaria dela de qualquer jeito! Mas conseguir de fato fazer parte desse evento foi uma sensação indescritível. Sabe quando você vicia em um jogo no celular, fica dias tentando passar da fase difícil e então finalmente consegue? Foi assim que me senti quando publiquei o livro e senti de novo quando estive na Bienal. O fato de ter sido em São Paulo tornou tudo ainda mais emocionante, porque precisei sair do meu Estado pra viver essa “aventura”.

 

SMC - Quais os seus principais objetivos como escritora?

Bruna Fontes -  Meu principal objetivo, sem dúvida, é que o máximo de pessoas possíveis no mundo se relacionem com os meus livros! É claro que quero participar de eventos importantes, claro que quero ser famosa um dia e todas essas coisas que vêm junto quando você faz um trabalho público, mas nada disso faria sentido se as pessoas não lessem de verdade aquilo que escrevo. Existem uma diferença entre simplesmente ler e prestar atenção no que está escrito. Sei que não sou nenhum Dostoiévski, mas essa é a melhor recompensa que eu poderia pedir.

 

SMC - Como você se vê no mercado literário Nacional?

Bruna Fontes -  Sinceramente eu não sei dizer. Conheci muitos autores e muita gente envolvida no mundo literário e percebi que basicamente todos nós estamos no mesmo barco: Incentivar os leitores a prestarem atenção no que está sendo produzido aqui dentro do país, e não só lá fora. Fico muito feliz de ver Carinas Rissis e Brunas Vieiras da vida fazendo tanto sucesso (na Bienal foi uma loucura), dá uma sensação de orgulho muito grande. Acho que eu sou iniciante ainda, estou aprendendo como lidar com esse meio e e os caminhos que devo tomar. No momento estou aproveitando ao máximo a sensação de estar publicada e de ter leitores de todo canto do país lendo o meu livro.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor a Escritora, que mensagem você deixa para nossos leitores?

Bruna Fontes -  Eu é que agradeço a oportunidade de fazer parte do projeto! Quero dizer aos leitores que, caso queiram dar uma mordida na maçã proibida de La La Land, serão muito bem-vindos aos bastidores de Hollywood! Eu e Roxy estamos ansiosas para conhecer a todos (risos). De qualquer forma, obrigada por nos ajudarem a vencer o preconceito que ainda existe com a literatura nacional e por terem lido essa entrevista até o fim!

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor