Canto - por José Lopes da Nave

Canto - por José Lopes da Nave

CANTO

 
 
 
Enalteço o sol, ao amanhecer,
 
luz e calor, irradiando
 
o campo florido matizando
 
em miríades de cores
 
que a paleta do pintor desconhece.
 
As searas ondulam
 
na brisa matinal,
 
a seu sabor,
 
as papoilas envolvendo,
 
como rainhas na cor,
 
enquanto a cotovia seu ninho prepara
 
em voos de afã perseverante.
 
Eu canto ao sol que me ilumina,
 
eu canto à brisa que me afaga,
 
eu canto ao vento que me leva,
 
eu canto à neblina que me envolve,
 
eu canto à chuva que me lava,
 
eu canto à terra que me sustem,
 
eu canto à natureza a sua dádiva,
 
a sua beleza,
 
eu canto à humanidade o meu amor,
 
eu canto a nós a alegria,
 
eu canto ao mundo a solidariedade,
 
cantemos todos, entre a humanidade,
 
a igualdade.
 
 
 
 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor