Carmem Teresa Elias - Escritora e artista Plástica - Entrevistada

Carmem Teresa Elias - Escritora e artista Plástica - Entrevistada

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Carmem Teresa Elias .

Escritora e artista plástica. Mestre em Letras, pesquisadora dedicada à Literatura Comparada. Como escritora, além de participação em inúmeras antologias, possui já publicados os livros "Poesias Ao Acaso", “Insano", ambos em parceria com Romualdo Magela; Clamor, Poesia em Versos, em coautoria com Silvana Gonçalves Luiz; e Ancestralidades, um livro de arte em Atmaismo, reunindo poesias e imagens de telas da exposição de mesmo nome. Membro da União Brasileira de Escritores e da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro. 

Como artista plástica, possui três exposições: Ancestralidades, Poesias Ao Acaso, e Bigúmea, com várias telas premiadas. 

Atua no projeto socioeducativo cultural Semeando Poesias Ao Acaso, levando exposições, poesia e oficinas de criação artística a centros culturais e escolas. 

 

“Ao pintá-lo lembrei-me do texto ‘Perfume de Magnólia’, que escrevi por volta de 2005. Pesquisei e descobri que as magnólias são das raras flores que se mantêm sem alteração desde a pré-história, ou seja, eram ancestrais também.”

 

Boa leitura!

 

Divulga Escritor - Escritora Carmem é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que veio primeiro o gosto pelas artes ou pela escrita?

Carmem T. Elias - Bem, escrita surgiu muito cedo, desde os 5 anos. Na época adorava os livros que havia na biblioteca em casa, principalmente os de poesia. As Artes vieram pouco depois, e se fortaleceram principalmente na época em que estudava literatura e os períodos literários eram apresentados em comparação com as manifestações na arquitetura, pintura, música. Também sempre visitava museus e o olhar foi se aperfeiçoando para as artes em geral.

 

Divulga Escritor - Em que momento pensou em publicar o seu livro “Ancestralidades”, um livro em que harmonizas textos e imagens?

Carmem T. Elias - Comecei a pintar alguns quadros sem planejamento inicial e percebi que havia  elos entre as telas: representavam a história da criação do universo, do homem e sua evolução. Então preparei a exposição com 40 quadros, após pesquisa em mitologia, filosofia e antropologia. À medida que observava as telas, lembrava-me de algumas poesias, umas mais recentes e outras bem antigas.  Tinha de preparar um catálogo da exposição para a galeria. Com a exposição já quase pronta e os textos já agrupados, veio a ideia de fazer um livro ao invés de apenas um catálogo.  

 

Divulga Escritor - De que forma os textos e imagens estão interligados nesta obra?

Carmem T. Elias - As poesias remetem ao tema de cada tela. Ambos estão intimamente ligados. Alguns textos foram escritos já com as telas prontas, e, portanto, foram direcionados à pintura. Mas a maioria eram textos já escritos anteriormente que se encaixaram perfeitamente com as telas. Por exemplo, há um quadro que representa a Árvore da Vida, símbolo associado ao baobá, à figueira de Buda, à Cabala, etc.  Ao pintá-lo lembrei-me do texto ‘Perfume de Magnólia’, que escrevi por volta de 2005. Pesquisei e descobri que as magnólias são das raras flores que se mantêm sem alteração desde a pré-história, ou seja, eram ancestrais também.

 

Divulga Escritor - O que mais a encanta em “Ancestralidades”?

Carmem T. Elias - A temática, as possibilidades de interpretação, a sequência das obras formando uma história do próprio Universo, do ser humano e da  própria arte. As telas são agrupadas em três partes: A Luz e a Gestação das Cores, com telas que abordam os mitos da criação do Universo; a ‘Esculturação’ do Homem, com telas que passam pelo surgimento da vida, Idade da Pedra, pintura rupestre, Idades  do Bronze, do Cobre, e os ritos em louvor às colheitas; em terceiro lugar , a Terra Prometida, cujas pinturas nos remetem ao Brasil, à cultura brasileira com suas raízes ancestrais, onde elementos se integram. O livro é um livro de Arte, que tanto pode adornar a mesa de uma sala, como é material para estudo em diversas disciplinas. A visita de escolas e as oficinas que realizamos exploraram essas possibilidades. Além disso, várias telas permitem diferentes interpretações. Por exemplo, a tela Tempo, baseada na cultura grega e nos deuses Khronus, Aéon e Kairos, pode ser interpretado também como Preto Velho na cultura Afro brasileira. Varia conforme a bagagem e o olhar de cada um.

 

Divulga Escritor - Como foi a construção de seu livro “Clamor,  Poesia em Versos” em parceria com a autora Silvana Gonçalves Luiz?

Carmem T. Elias -  Clamor, Poesia em Versos foi um livro delicioso de ser realizado. Surgiu a partir de um convite de Silvana para fazermos um livro em parceria. Optamos por alternarmos páginas com uma poesia dela e uma minha. À medida que Silvana me enviava alguns textos, eu logo associava algum material que já possuía. Reunimos os textos com muita rapidez e depois organizamos em três fases: AlvoreSer, Cálice e Desabafo, que abordam, respectivamente, a descoberta do “Eu”, as decepções e uma crítica social . As poesias são pequenas e de fácil leitura, ideal para quem gosta de uma leitura leve, porém com questionamentos.

 

Divulga Escritor - Como foi a construção do seu livro “Poesias ao Acaso”?

 Carmem T. Elias - Poesias Ao Acaso é fruto de uma parceria com o poeta Romualdo Magela. Começamos a escrever de forma interativa pela internet em 2009. Os textos são elaborados a quatro mãos. Fiquei surpresa como o processo aconteceu de modo tão integrado. De qualquer conversa , transformamos em texto.  Quando já tínhamos quase 500 textos, tomei a iniciativa de reunir as poesias em livros. Fui separando as poesias por assuntos . Poesias Ao Acaso possui textos que falam do percurso afetivo do ser humano. O livro, posteriormente,  deu origem a uma exposição de foto poesias de mesmo nome, com 50 quadros com trechos das poesias, que levamos a centros culturais e escolas.

 

Divulga Escritor - A quem você indica a leitura desta obra poética?

Carmem T. Elias - Ao público em geral. Uma das experiências mais emocionantes que já tive foi ver a reação das pessoas que visitam a exposição, encantam-se e emocionam-se com os textos, pedem para ler a poesia completa... Há crianças que se emocionam com poesias que falam de tristeza. Adultos que se deliciam com poesias que falam de ingenuidade e pureza. Algumas pessoas choravam e contavam seus sentimentos e suas vivencias. Desses encontros, trabalhamos oficinas e elaboramos poesias com as pessoas que queriam. Somamos esses trabalhos em vídeos e criamos um projeto socioeducativo cultural denominado SEMEANDO POESIAS AO ACASO, com parcerias com crianças, adolescentes, adultos, idosos. Quem sente, entende.

 

Divulga Escritor - Onde podemos comprar os seus livros?

Carmem T. Elias - Poesias Ao Acaso:  tenho últimos exemplares comigo. Por contato direto posso encaminhar a quem estiver interessado. Email: carmemteresaelias@hotmail.com , ou pelo inbox do facebook : Carmem Teresa Elias

O mesmo procedimento pode ser feito para Insano, Ancestralidades e Clamor. Não cobro  tarifa de correios, o que torna o livro mais barato .

Clamor pode ser adquirido também no site da Editora All Print ou das principais livrarias online.

Ancestralidades pode ser adquirido pelo site da Editora PERSE .

 

Divulga Escritor - Como você vê o mercado literário brasileiro?

Carmem T. Elias - Vejo muita produção, muitos autores novos surgindo. Em termos de produção de textos diria que estamos em uma fase muito efervescente. Infelizmente, porém, em termos editoriais estamos muito mal. As editoras valorizam autores estrangeiros e não dispensam atenção ao autor nacional. A divulgação e a distribuição são etapas muito muito difíceis aqui. Precisamos urgentemente reivindicar a atenção das editoras em prol da literatura nacional.

 

Divulga Escritor - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora e artista plástica Carmen T.  Elias. Agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Carmem T. Elias - Que procurem cada vez mais conhecer autores nacionais e que procurem gêneros variados (poesias, contos, romances, etc). A leitura é indispensável para a formação de um país. A leitura estimula a escrita e todos se engrandecem culturalmente.

 

 

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: divulga@divulgaescritor.com

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor