Carol Dias - Entrevistada

Carol Dias - Entrevistada

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Estudante de Propaganda e Marketing e moradora do Rio de Janeiro, Carolina Dias tem apenas 20 anos e iniciou sua carreira de escritora em 2010, quando conheceu o mundo das publicações online. Desde então, vem aprimorando sua escrita e já conta com 32 histórias publicadas na internet.

Carol também é dona de um site de contos baseados em ídolos, onde postou a primeira versão de Clichê. A história foi uma das mais lidas, desde sua estreia, e isso deu a ela confiança para transformá-la em um livro, que foi publicado em março de 2016 pela Ler Editorial.

 

“Eu queria trazer algo a mais para o romance, fazer as pessoas se lembrarem do livro, mesmo tempos depois da leitura. Por se tratar de uma história clichê, o mais difícil era conseguir trazer esse diferencial.”

 

Boa Leitura!

 

Escritora Carol Dias é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor. Conte-nos como surgiu “Clichê”?

Carol Dias - A ideia geral de “Clichê” era contar uma história que, de fato, trouxesse elementos clichês que estamos acostumados a ver nos romances, de uma forma divertida, para mostrar que o importante da história, muitas vezes, não é o seu final, mas o caminho que os personagens fizeram para chegar àquele ponto. Surgiu de um bate-papo com algumas amigas e leitoras, onde comentávamos sobre os clichês e o quanto gostávamos de ler histórias desse tipo.

 

Quais os principais desafios para escrita desta obra literária?

Carol Dias - Escrever um romance clichê que não fosse apenas mais do mesmo, mais uma história bobinha do casal que se conhece, se apaixona e vive feliz para sempre. Eu queria trazer algo a mais para o romance, fazer as pessoas se lembrarem do livro, mesmo tempos depois da leitura. Por se tratar de uma história clichê, o mais difícil era conseguir trazer esse diferencial.

 

De que forma estes desafios foram superados?

Carol Dias - Acredito que com a personagem principal. A Marina é um meio termo das mocinhas que vemos hoje em dia: ela não é aquela personagem inocente, virgem, inexperiente e “sem sal”, que aceita tudo o que o protagonista masculino quer, mas também não é aquela mulher independente que faz tudo sozinha e não precisa de ninguém. Ao mesmo tempo em que enfrenta o personagem principal quando não concorda com as coisas, ela também sabe se calar. Acho que isso facilita a identificação das pessoas com a personagem. Outras formas que eu usei para superar foram o humor e a forma de abordar as crianças.

 

Como foi a escolha do Título?

Carol Dias - Essa foi a parte mais fácil. Quando decidi que queria escrever um romance clichê, eu queria deixar bem explícito o que era aquela história, para ninguém se enganar. Foi aí que a ideia de assumir desde o título que aquele era um clichê surgiu.

 

O que mais a encanta em “Clichê”?

Carol Dias - Eu sou apaixonada pelas crianças. Os dois pequenos, Dorian e Ally, são muito espertos e proporcionaram muitos momentos de fofura durante a história. Ao ler o livro, nós nos apaixonamos pelos protagonistas, mas é impossível não se derreter pelos dois, o carinho que tem um pelo outro e pelas outras pessoas.

 

Fomos informados que você estará autografando na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, já sabes o dia e horário?

Carol Dias - Sim! Estarei em São Paulo no segundo fim de semana, nos dias 3 e 4. Não posso confirmar o horário ainda, porque as coisas podem mudar até lá, mas será fácil me encontrar por lá nesses dias.

 

Aos leitores que não puderem comparecer na Bienal, por gentileza, informe onde comprar o seu livro?

Carol Dias - O e-book pode ser encontrado na Amazon e o livro físico está em algumas livrarias, como a Americanas.com, Submarino, Eba! Livros e Cia dos Livros, além da loja da editora. Também dá para comprar o livro diretamente comigo.

Amazon -

https://www.amazon.com.br/Clich%C3%AA-Carol-Dias-ebook/dp/B01GFCWX6K/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1464970054&sr=8-1&keywords=clich%C3%AA

Ler Editorial -  http://www.lereditorial.com/#!product/prd3/4459555221/clich%C3%AA

 

Quais os seus principais objetivos como escritora?

Carol Dias - Quero divertir e emocionar as pessoas. Meu desejo é que meus livros sejam leituras leves e que façam as pessoas sorrirem enquanto leem. Se eu conseguir isso, serei uma autora muito feliz.

 

A Literatura Nacional ganha, cada vez mais, maior espaço na biblioteca dos leitores brasileiros, como você vê o desenvolvimento da literatura brasileira?

Carol Dias - É um sopro de esperança. As pesquisas vivem mostrando dados negativos, de como o brasileiro lê poucos livros etc, mas é emocionante ver nossos livros nacionais conquistando o coração das pessoas e se tornando mais do que a “leitura obrigatória” feitas nas escolas. Esperamos que cada dia mais pessoas se apaixonem por ler, sobretudo por ler livros nacionais.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Carol Dias. Agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Carol Dias - Continuem lendo. Não importa que tipo de livro; a literatura brasileira tem opções para todos os gostos. Apenas encontre o que você gosta de ler, o que prede sua atenção e leia. De preferência nacionais.

 

 

Contatos da autora:

E-mail: mscaroldias@gmail.com

Página Facebook: https://www.facebook.com/LivroCliche

Site: http://mscaroldias.wix.com/livros

 

 

Divulga Escritor: Unindo Você ao Mundo através da Literatura.

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/

 

 

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor