Como um Rio - por José Lopes da Nave

Como um Rio - por José Lopes da Nave

COMO UM RIO

 

Aguardo-te no tempo

que é nosso,

em que o sol

nos doura os corpos,

a lua

os sonhos acompanham

as estrelas

em nós caminham.

Como,

o rio nasce de mansinho

nas fragas da serra,

borbulha a água,

em doces solfejos,

entoando

a cristalina canção

do amanhecer

entre acácias a florescer,

no trilho da foz,

jornadeando,

se espraiando

na fusão das águas

que o acatam

a afagam,

assim te vislumbro.

 

 
 
COMO UM RIO
 
Aguardo-te no tempo
que é nosso,
em que o sol
nos doura os corpos,
a lua
os sonhos acompanham
as estrelas
em nós caminham.
Como,
o rio nasce de mansinho
nas fragas da serra,
borbulha a água,
em doces solfejos,
entoando
a cristalina canção
do amanhecer
entre acácias a florescer,
no trilho da foz,
jornadeando,
se espraiando
na fusão das águas
que o acatam
a afagam,
assim te vislumbro.

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor