Concreto - Ione Kadlec

Concreto - Ione Kadlec

CONCRETO

 

Lá vem o mundo de novo!

Acendendo  e apagando em nós

Imensas conchas de letras

“Derrubando homens

Entre outros animais
Devastando a sede desses matagais”[1]

Pés descalços

Sandálias de tiras

Nos cabelos que nada moldura

Fitas coloridas

Noites quentes

Rede que acaricia

A pele curtida que habita

Entre tantos atropelos;  sou mais uma

Concreto armado

 Vertical

Faróis, buzinas, vida paulista.

Maritacas em bandos

Muros altos, latidos dos cães.

Vaivém, mercado, República.

Todas as valas, falas, vidas, nós.

Colônias coloridas a formar

Recifes de grandes dimensões.

 


[1] - Música: Eternas Ondas - Zé Ramalho

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor