Coração Sertanejo - por Daniela Gebelucha

Coração Sertanejo - por Daniela Gebelucha

Coração Sertanejo

 

Este coração latente

Guarda um sertanejo do cerrado...

Que cuida do campo,

E lida com o gado...

 

E, o alimento que hoje tem

Que o faz ver além...

 

Ah! O cheiro do sertão

Não tem como esquecer!

Visitante não sabe por quê?

Só quem conhece esse lugar

Sabe do que estou a falar...

 

As montanhas do sertão...

O cheiro... o alvorecer...

Abandono, adormecimento...

O sertão é alegria... o sertão é lamento!

Não tem como descrever

O vazio, a solidão!

A fortaleza, a imensidão!

 

Capins secos cobrem a paisagem...

Árvores e galhos esbugalhados

Tristes, lamentam esperando chuva-

Desejosa viúva!

 

Já não vejo mais alegria

Naquelas montanhas que um dia

Eram pra mim, companhia!

Que naquelas tardes subia...

Hoje, a tristeza invade a minh’alma

E este vento seco é o que me acalma...

E, saber que o sertanejo,

Ainda tem o brilho no olhar

Na esperança de me encontrar

Nessas estradas do sertão...

Que um dia

Esqueci... ou perdi...

Meu coração...

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor