Cuidados importantes para quem decide reduzir o estômago - por Lu Fernandes

Cuidados importantes para quem decide reduzir o estômago - por Lu Fernandes

por Lu Fernandes

A cirurgia bariátrica como já mencionei diversas vezes, é uma decisão muito séria, importante e que precisa ser cercada de alguns cuidados, para que se obtenha sucesso.        

 Em minha opinião, depois de optarmos e nos decidirmos  por ela, a segunda decisão mais importante, é  a escolha pelo cirurgião!                                          A decisão pela cirurgia, embora para muitas pessoas que veem de fora, na maioria das vezes pessoas magras, ou que não convivem diariamente com um obeso e com todos os problemas e estigmas que ele carrega, é uma decisão difícil.

Assumir que precisamos de ajuda, que já não podemos mais sozinhos, que é hora de dar um basta e encarar o fato de que a obesidade é uma doença séria e que precisa de tratamento, pior ainda, reconhecer que estamos doentes, é frustrante, a sensação de impotência é enorme! É claro que existem aqueles casos onde o paciente ainda não tentou de tudo,(nem quer tentar) e opta pela cirurgia, talvez até por achar que é a forma mais fácil de se resolver o problema, e então, sem sequer pensar e analisar, sem se preparar psicologicamente, se submete ao procedimento que podemos sim, dizer que é um procedimento de grande porte, que gera mudanças em todas as áreas da vida, com profissionais nem sempre qualificados.

Ao dizer "nem sempre qualificados", não me refiro à formação acadêmica dos profissionais!

Credenciais e registros do médico, tanto quanto se está apto e se tem autorização  para realizar o procedimento, são informações importantes que devem ser checadas!

Obviamente que a estes requisitos qualquer cirurgião deve preencher, mas eu tenho um jeitinho muito particular de ver as coisas, como vocês já devem ter percebido, se acompanham meus textos.

Para mim além dos registros necessários, muitos outros requisitos são essenciais para que uma pessoa possa dizer que encontrou um bom cirurgião. Eu não operei com o primeiro médico que visitei.

Na verdade, o primeiro cirurgião parecia qualificado, pesquisei, era credenciado, seus registros estavam certinhos, mas passou longe de ser o que eu precisava, era frio, distante, com respostas monossilábicas...

Eu falo muito, gosto que falem comigo, sou curiosa e preciso de respostas.

Mesmo que eu fique muda, que na hora não saiba o que responder, depois fico repassando cada frase que ouço e tirando minhas conclusões.

Esta é uma característica minha e talvez até seja por este motivo que escrevendo eu seja melhor do que falando.

Com aquele médico, minhas perguntas ficavam no ar, muitas ele fingia não ouvir, não esclareceu dúvidas primordiais, e cada vez que ia ao consultório, saía de lá mais nervosa.

Definitivamente ele não era qualificado!

Eu tinha plena convicção do que queria, mas algumas pessoas que precisam se submeter à cirurgia bariátrica, podem se sentir completamente desmotivadas se passarem por uma situação assim.

Conheci depois dele, o médico dos sonhos de qualquer paciente!

Atendeu a todos os quesitos e é baseada nesta experiência, que digo o que considero importante na hora da escolha pelo melhor cirurgião.

Posso estar errada?

 

 Lógico que posso!

 

Talvez nada do que eu diga aqui tenha realmente importância, mas como estou falando da minha experiência pessoal, acata somente quem tiver a mesma opinião.

Naquela época eu ainda não sabia disso, mas o que o médico é com você antes da cirurgia, será depois também!

Então fiquem atentos!

Se logo de cara encontrou um médico muito frio, arrogante, que se sente o "Deus" na sua especialidade, repense um pouco, consulte outro para ter como comparar.

 Pergunte sobre métodos, técnica a ser utilizada, se não entendeu, questione mesmo!

Pesquise, queira de verdade saber!

 O que o médico fará dentro de você, fará de você "outra pessoa"!

 É seu corpo, sua vida, você tem o direito de saber e ele tem o dever de te explicar!

 Você não tem a obrigação de saber tudo sobre a cirurgia, não precisa conhecer termos técnicos, mas é papel do médico prestar os esclarecimentos com boa vontade!

 O médico não tem obrigação de ser seu amigo íntimo, mas um sorriso passa segurança ao paciente.

Passar segurança faz parte do processo!

Isto é estar capacitado!

 O obeso, por natureza já é uma pessoa insegura, carente de afeto...

Quando está frente a frente com o cirurgião pela primeira vez, vê nele a esperança, a oportunidade...

Vê nele a chance de ter uma vida melhor... Digo a vocês com toda a sinceridade , que me encontrei em uma situação tão crítica, nos meus últimos dias antes da cirurgia, que pensava no meu médico, como a pessoa que salvaria minha vida!

 E foi exatamente o que ele fez. Não existe maneira de prever, como o médico o tratará depois da cirurgia, portanto os sinais são importantes.

Aí você pergunta... Como assim sinais?

 Se o médico não te dá a menor assistência antes de operar, com certeza não dará depois também...

Se precisar falar com ele antes, e sempre encontrar dificuldades, também as encontrará com certeza, depois!

Médico monossilábico antes da cirurgia, não vai ficar falante depois dela, e é depois, que as principais dúvidas aparecerão e vão por mim, na prática costuma ser mais complicado!

 Sempre indico meu cirurgião a todos quanto posso, mas sei que nem todos podem operar com ele, por vários motivos, obviamente!

 Eu gostaria muito que todos tivessem a oportunidade de passar por esta experiência, com profissionais tão sérios e competentes quanto ele, pois vejo o respeito com que trata a vida de todos os seus pacientes.

Sei que como ele existem muitos outros até em sua própria equipe, seus residentes também estão indo pelo mesmo caminho, tão novinhos e já são ótimos, isso me deixa muito feliz!

Mas como foi ele quem me operou, acho justo que também seja ele, Dr. Hêmerson Paul Vieira Marques, o meu exemplo citado.

Quando forem se consultar com o cirurgião, lembrem-se com carinho de tudo o que estou dizendo, isso não é ser uma pessoa chata, é ser uma pessoa exigente, que valoriza a própria vida, que não a entrega nas mãos de qualquer um!

 Diploma é muito importante, mas não se esqueçam  jamais, de que papel aceita tudo e não deve ser o único fator a ser considerado...

 Espero mesmo que este texto possa de alguma forma, contribuir positivamente na hora da escolha, e que todos vocês sejam tão felizes quanto eu sou hoje, por ter tomado a decisão mais acertada, no momento oportuno!

Beijo grande e até semana que vem!

 

Ps... Sintam-se a vontade para comentar, questionar, ou mesmo interagir comigo por aqui, através do meu email, facebook, e demais redes sociais.

Sua opinião pode ajudar no crescimento de muitos!

Email – luthfernandes@yahoo.com.br

Site – www.gastrofeliz.com

Facebook - https://www.facebook.com/luthfernandes

Twitter - https://twitter.com/fernandesluth

 

Publicado 29/01/2014 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor