Cuidando de nossa Terra - por Rogério Araújo - Rofa

Cuidando de nossa Terra - por Rogério Araújo - Rofa

Cuidando de nossa Terra

Rogério Araújo (Rofa)

 

         Quando falamos em “cuidar do planeta”, muitos parecem torcer o nariz, como se fosse algo apenas de ambientalistas ou Greepeace que realizam ações contra desmandos contra a Terra.

         Cuidar do local onde vivemos é algo perfeitamente normal e até um compromisso. Já imaginou todos que moram numa casa não cuidar e deixar para lá o lixo, arrumação etc? Seria o caos!

         E esse cuidado engloba muitas ações que começam das menores possíveis, como jogar o seu lixo fora até as mais complexas que atingem multidões e até pautas jornalísticas.

         Quando alguém come um saquinho de biscoito ou toma uma latinha de refrigerante e joga pela janela na rua, está sendo totalmente irresponsável em todos os sentidos. Afinal, suja a cidade e ainda pode entupir bueiros e machucar uma pessoa.

         Pequenas ações como guardar o próprio lixo até poder jogar numa lixeira ou até mesmo levar para casa para jogar, são atitudes bem sensatas e a favor do planeta.

         Ao observarmos uma praia ou lagoa cheia de lixo, podemos ter a certeza de que aquilo ali não começou do muito, mas dessas pequenas e errada ações individuais.

         Se a criança aprende com os pais de como cuidar da natureza, ela vai levar essa informação para o resto de sua vida e algo a impedirá de agir diferente.

         Ser “verde” não é simplesmente apoiar um partido que luta para isso, mas o de lutar para o verde nunca acaba e árvores sejam sempre preservadas para o bem comum, para a situação não fique vermelha e acenda o alerta geral de que chegou ao ponto irreversível.

         A situação está tão séria que satélites têm observado lá do espaço o quanto o ser humano está sendo negligente com o próprio planeta Terra e causado poluição devastadora e absurda.

         Mais parece que o homem ainda é um ser nômade, como no início dos tempos, quando mudava de lugar quando os recursos ali encontrados se esgotavam e não preservava e nem produzia nada para que ali se fixasse.

         Em pleno século XXI, o ser humano age como nos primórdios e não pensa nada no futuro, só no presente. Pensa no lucro e não algo bem maior para si mesmo e para sua própria geração.

         Que sejamos verdadeiros zeladores desta Terra, como a missão dada pelo Criador, lá no início de tudo!

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor