E porque... - por Helena Santos

E porque... - por Helena Santos

E PORQUE...

E porque sinto-me abençoada
E porque não devo perder a esperança
E porque sou fraca, mas não desisto de amar
E porque acho-me uma imbecil, já que perco tempo com imbecilidades e deixo pedaços de vida escaparem-se pelos dedos
E porque não tenho capacidade para abrir o coração dos outros, não fecho o meu
E porque não devo apontar o dedo, sabendo que três ficarão apontados a mim
E porque tenho um castelo com telhado de vidro, não devo atirar pedras ao telhado do vizinho
E porque o passado faz parte de mim, acolho-o com serenidade, mas não vivo em função dele
E porque não deixo as mágoas passarem de prazo, para não me azedarem o coração
E porque tenho noção de que a amizade e o amor, devem ser maiores do que a importância que dou ao meu umbigo
E porque não devo criticar, julgar ,ou condenar, quem não me esforcei por conhecer
E porque não devo “tomar” as dores dos outros, correndo o risco de ser injusta. Os inimigos dos meus amigos, não têm de ser meus inimigos, por contágio.
E porque sempre pensei e decidi por mim, não emprenho pelos ouvidos
E porque devo jubilar com as vitórias dos amigos e não deixar a inveja tomar conta de mim
E porque me sinto orgulhosa das rugas pinceladas no meu rosto, também me sinto leve com o perfume que exala o meu coração.
E porque amo e sei que me amam…o resto é chuva de Verão!

Helena Santos

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor