É Primavera... Te Amo - por Wilson Rodrigues Sylvah

É Primavera... Te Amo - por Wilson Rodrigues Sylvah
É PRIMAVERA... TE AMO!!!
________________________ 
 
Quando o inverno chegar
Eu quero estar junto a ti
Pode o outono voltar
Que eu quero estar junto a ti (porque)
 
Eu (é primavera)
Te amo (é primavera)
Te amo (é primavera) meu amor
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Meu amor...
 
Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)
Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)
(É primavera)
 
Essa musica eternizada na voz marcante de Tim Maia, me fez refletir sobre essa maravilhosa estação...
Das quatro, a mais bela, a mais cantada e encantada, a mais pintada, a mais romantizada, a mais aplaudida... Misturada ao sentimento de beleza e amor, convida-nos a participarmos dessa aventura... O outono, já distante abre passagem para o inverno, que de gélido nos deixa desconfortavelmente ansiosos para recebê-la. É a feminina das quatro, pois se revela como a mais desejada, a mais aplaudida, a mais esperada... O verão fica lá na esquina esperando ela chegar... Movimenta toda a fauna e a flora... As flores multicoloridas e perfumadas exalam um êxtase de loucura e prazer. Como uma linda princesa, desfila sob o olhar quente do maestro e Rei o Sol, que sempre distante almeja um tato, um contato, seu desejo enfeitiçado, assume o papel da Lua, que chorou a noite toda, deixando suas marcas em forma do mais fino orvalho, que rega as plantas e que ao sentirem os primeiros raios do sol, exibem orgulhosas suas cores, suas pétalas, seus perfumes, suas roupas jamais repetidas, deixam qualquer ser com inveja, como que concorrendo uma com as outras... Entra em cena uma magnifica orquestra, os pássaros cantantes lhe oferecem boas vindas, os beija-flores como meninos irrequietos, rouba-lhes o néctar quanto se rouba um beijo... As abelhas obedientes, comandadas pela rainha, na missão de fabricar o delicioso mel, voam coordenadas, pegam seu quinhão, correm para a fábrica e como soldados voluntários cumprem sua missão de transformar o néctar das flores em alimento puro e concorrido, o mel delicioso... 
É primavera... Amo-te! Trago essa Rosa... 
Seja bem vinda! Um brinde!
 
Autor: Wilson Rodrigues da Silva

É PRIMAVERA... TE AMO!!!

________________________ 
 
Quando o inverno chegar
Eu quero estar junto a ti
Pode o outono voltar
Que eu quero estar junto a ti (porque)
 
Eu (é primavera)
Te amo (é primavera)
Te amo (é primavera) meu amor
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Meu amor...
 
Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)
Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)
(É primavera)
 
Essa musica eternizada na voz marcante de Tim Maia, me fez refletir sobre essa maravilhosa estação...
Das quatro, a mais bela, a mais cantada e encantada, a mais pintada, a mais romantizada, a mais aplaudida... Misturada ao sentimento de beleza e amor, convida-nos a participarmos dessa aventura... O outono, já distante abre passagem para o inverno, que de gélido nos deixa desconfortavelmente ansiosos para recebê-la. É a feminina das quatro, pois se revela como a mais desejada, a mais aplaudida, a mais esperada... O verão fica lá na esquina esperando ela chegar... Movimenta toda a fauna e a flora... As flores multicoloridas e perfumadas exalam um êxtase de loucura e prazer. Como uma linda princesa, desfila sob o olhar quente do maestro e Rei o Sol, que sempre distante almeja um tato, um contato, seu desejo enfeitiçado, assume o papel da Lua, que chorou a noite toda, deixando suas marcas em forma do mais fino orvalho, que rega as plantas e que ao sentirem os primeiros raios do sol, exibem orgulhosas suas cores, suas pétalas, seus perfumes, suas roupas jamais repetidas, deixam qualquer ser com inveja, como que concorrendo uma com as outras... Entra em cena uma magnifica orquestra, os pássaros cantantes lhe oferecem boas vindas, os beija-flores como meninos irrequietos, rouba-lhes o néctar quanto se rouba um beijo... As abelhas obedientes, comandadas pela rainha, na missão de fabricar o delicioso mel, voam coordenadas, pegam seu quinhão, correm para a fábrica e como soldados voluntários cumprem sua missão de transformar o néctar das flores em alimento puro e concorrido, o mel delicioso... 
É primavera... Amo-te! Trago essa Rosa... 
Seja bem vinda! Um brinde!
 
Autor: Wilson Rodrigues da Silva
 
 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor