Eduardo Garcia - Entrevistado

Eduardo Garcia - Entrevistado

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

O poeta Luis Eduardo Garcia Aguiar, nasceu em 06 de outubro de 1952 em Montevidéu, Uruguai, e hoje é naturalizado brasileiro, reside em Paulista, PE. Filho de José Pedro Garcia e Hilda Nora Aguiar, já falecidos. Autor dos livros “Poesitando”, publicado em 2010, “Além da Fronteira” em 2012, este último lançado na 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo e tendo participado do livro Antologia “Nossa História, Nossos Autores” em 2012, edição comemorativa dos 30 anos da Editora Scortecci, na mesma Bienal. Publicou em 2013 o livro “Derramando Versos” pela Editora Babecco, Olinda PE. Participou da Antologia “Paulista nas Asas da Emoção III“ da Academia de Letras e Artes da Cidade do Paulista, e em outras quatro Antologias. Tem vários artigos publicados.

 

“Como eu digo sou um pintor de letras, onde escrevo sobre o comportamento das pessoas, seus costumes, descrevendo, praças, logradouros, monumentos, paisagens e também aspectos históricos e geográficos.”

 

Boa Leitura!

                                                                                                                            

SMC - Escritor Eduardo Garcia, é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que o motivou a ter gosto pela escrita?

Eduardo Garcia - Tive a influência na minha infância e adolescência das famosas Rimas de Gustavo Adolfo Bécquer, escritor espanhol. Nas madrugadas de Montevidéu, Uruguai, eu arriscava alguns versos, com metáforas e quimeras em rimas. Ao ir para São Paulo aos 21 anos, deixara os manuscritos que acabaram se perdendo no tempo.

 

SMC - Em que momento se sentiu preparado para publicar o seu livro “Poesitando”?

Eduardo Garcia - Depois que deixei São Paulo, onde não tive tempo, tampouco desejo de retomar a escrita, o fiz depois de chegar ao Recife, mais exato na Região Metropolitana, Paulista, quando aos poucos escrevia versos desta vez em português. Contagiei-me com o clima cultural do Estado e ao ver minha filha primogênita e o meu genro escreverem e publicarem livros.

Participei de alguns concursos e posteriormente a minha filha, ao ver uma entrevista na TV Cultura falando sobre a edição de Livros de forma independente e gratuita, imediatamente entrei no Site e publiquei o Livro que já havia escrito.

 

SMC - Que temas você aborda em seu livro “Além da Fronteira”? Conte-nos um pouco sobre esta obra.

Eduardo Garcia - Além da Fronteira é um Livro de memórias, uma autobiografia que trata da minha saída de Montevidéu, Uruguai, a viagem para São Paulo onde define os momentos mais marcantes da minha vida na passagem pela metrópole. Desde o casamento, ao nascimento das minhas filhas, momentos de emprego ao desemprego na posterior ida para Pernambuco. Fracassos e vitórias que culminam com o nascimento dos meus netos recifenses.

 

SMC - Qual a mensagem que você quer transmitir ao leitor através de seus textos poéticos publicados em seu livro “Derramando Versos”?

Eduardo Garcia - Nele eu mostro reflexões, sentimentos, saudosismo, ao lembrar da minha infância, da casa e a terra natal, Montevidéu. Como eu digo sou um pintor de letras, onde escrevo sobre o comportamento das pessoas, seus costumes, descrevendo, praças, logradouros, monumentos, paisagens e também aspectos históricos e geográficos.

 

SMC - Onde podemos comprar os seus livros?

Eduardo Garcia - Através de dois sites, eles encontram-se também nas Bibliotecas Públicas da Região Metropolitana do Recife.

O primeiro não está mais à venda, porém foi incluído no Livro “Derramando Versos”, onde acrescentei as poesias corrigidas às inéditas.

 

“Além da Fronteira”

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=30177096&sid=759125205151125430996928260

 

“Derramando Versos”

http://babecco.com/ws/index.php/livros/derramando-versos.html

 

SMC - Quais os seus principais objetivos como escritor?

Eduardo Garcia - Na verdade o primeiro e principal motivo é mostrar o meu trabalho, passar a minha mensagem, onde eu possa acrescer à Literatura, divulgando, compartilhando e interagindo com os meus colegas escritores.

Poder de alguma maneira incentivar a leitura e o gosto pela escrita. Ao mostrar as minhas reflexões exponho meu íntimo, porém o objetivo principal e servir de alento, transmitindo o lado positivo no meio das dificuldades.

Claro que pretendo e gostaria trabalhar na área da Cultura, mas esse resultado é uma conseqüência natural.

 

SMC - Pensas em publicar um novo livro?

Eduardo Garcia - Sim penso, porém não este ano, tenho um de poesias em andamento com 66 páginas, inclusive já com o título e idéia do design de capa.

 

SMC - Soube que você é apaixonado pelos escritores pernambucanos, inclusive, tem uma coluna no Divulga Escritor, onde escreve sobre eles, como surgiu esta paixão por Pernambuco?

Eduardo Garcia - Bem como disse anteriormente, é impossível não contagiar-se com o clima cultural do Estado de Pernambuco, com a diversidade de folclore no carnaval e no São João e o calor do povo. Temos nomes famosos na música, artes plásticas, dança e literatura, aliás, muitos nomes nas letras  e por que não mostrá-los ao mundo para que os conheçam? É uma forma de homenageá-los.

Um aspecto importante foi que eu identifiquei-me muito fácil com tudo isto, assimilei como se fosse o meu berço, daí essa paixão...

 

SMC - Como você vê o mercado literário brasileiro?

Eduardo Garcia - A produção literária hoje é intensa e facilitada pelo avanço tecnológico em todos os setores, existem várias produções independentes e talentos afloram todo dia.

O problema que vejo é a falta de espaço para divulgação, lançamento e venda nas livrarias, sobretudo ao escritor iniciante.

Eu supro tudo isto participando de identidades de escritores como a Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda, Academia de Letras e Artes Do Paulista PE e a UBE Núcleo Paulista PE.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor o Escritor Eduardo Garcia, que mensagem você deixa para nossos leitores?

Eduardo Garcia - Sempre que puderem leiam. Não deixem de procurar conhecer os famosos da Literatura Universal, mas busquem sempre incentivar os escritores nossos, os novos.

Se não for possível comprar exemplares, freqüentem lançamentos, palestras, recitais e eventos literários como as feiras ou bienais, procurem lê-los nas Bibliotecas Públicas, sites na internet na íntegra ou em pequenos textos, em escolas e colégios.

Compartilhem e divulguem sempre, incentivem as crianças desde cedo, é nossa missão.

Agradeço o Projeto Divulga Escritor pelo espaço para mostrar o meu trabalho, na divulgação, suporte e atenção recebida, obrigado a Shirley Cavalcante pelo seu trabalho incessante em prol da cultura valorizando a nós escritores.

 

Saudações a todos!

 

Luis Eduardo Garcia Aguiar

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor