Estrela do Norte - por Lurdes Maravilha

Estrela do Norte - por Lurdes Maravilha

ESTRELA DO NORTE

Para onde me levas estrela do norte?
Se não conheço a vereda desta rota
Nem o filtro solto no rumo da minha sorte
Ainda teimas em me abrigar na áurea do dia
nos prados verdes onde não se ceifa a alegria
Aqui as aves ainda sabem cantar
os versos da vida prometidos e por meditar
As urzes usam rezar as contas presas da devoção
e, no navio do silêncio ancoram a sua oração
Sabes estrela é neste barco que ainda quero ficar
A lua desce sempre em escadas de marfim
trazendo-me um beijo doce embrulhado em cetim
E nesta paz a minha essência pode sempre repousar
Os grilos sabem fazer uma serenata ao luar 
num aroma doce e silvestre que sinto ao respirar
Gosto de ver as papoilas que coram de amor
bailando no trigal adornado da minha seiva campestre
E no canto lírico do coro das cotovias 
acasalo os pedaços soltos da minha livre poesia
tecidos em mantas brancas de puro linho
E tu estrela do norte guia sempre o meu caminho
sobre os fios dourados alindados no teu carinho
Eu não sei se quero ir no rumo desta viagem
Já sinto saudades e ainda sem partir
Porque eu não te conheço ilustre Lisboa
Nem o timbre do vento que por ti soa
Como será a brisa no bairro da Madragoa?

Maria de Lurdes Silva Maravilha

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor