Estrelas Distantes - por Elair Cabral

Estrelas Distantes - por Elair Cabral

 

ESTRELAS DISTANTES

 

Duas estrelas brilhantes a morar no mesmo céu

Separadas pela sorte ofuscadas pelo véu

De distâncias não pedidas que fazem o amor penar

Desiludir desta vida, peito triste a soluçar

No giro dos pensamentos, duas vidas e o encanto

E o apaixonado lamento vira cascata de pranto

E nesses longos cabelos da cachoeira do amor

Vamos construir um castelo para desnudar a dor

Uma casinha singela numa ilha do oceano

E ter o viver mais belo enfeitado pelos sonhos

No jardim só de quimeras os passarinhos a cantar

Florirão jasmins tão belos e a lua vem embalar

O sussurro de nossas almas no fascínio deste amar

 

Elair Cabral

06/08/14

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor