Família - por Maria de Fátima Soares

Família - por Maria de Fátima Soares

Família

 

O que é termos família? Quando terminamos de a ter? NUNCA! Haja o que houver. Nem para lá da morte os laços de "família" morrem. Foi um ente nosso que morreu, e... Se não nascemos das pedras, ou somos provenientes dos rios (num hipotética Atlântida desaparecida) teremos sempre família que nos gera e fazendo-o, jamais nos vamos conseguir "livrar" desse vínculo. Portanto teremos família mesmo que vivamos sós. Unamos o nosso destino a alguém e se prevaleça unido (com mais parentes que se "adoptam") e continuaremos a ter família depois de se desunir um casal. 

Não só a que se poderá ter criado entretanto, como a que já tínhamos. De onde provimos!

Eu tenho a minha família. Que me deu um nome. Igual, ou não, a mais nomes de "família." Que nos serão sempre como um gémeo siamês que carregamos. Há altura em que ter família se torna um suplício. Noutras? Queríamos que fosse sempre Natal, Páscoa. Férias "grandes," para nos reunirmos. E mesmo que partamos para o fim do mundo. No ponto mais longínquo do planeta e entendamos viver completamente sós e isolados... Ela estará sempre lá, a correr-nos nas veias. A definir-nos o génio. A apelar-nos para voltar na saudade. SEMPRE!

Até que desapareçamos e a "nossa" família nos recorde. Por gerações e gerações, até que não haja um sobrinho, primo, neto, irmão, bisneto, tetraneto, com o nosso tique nervoso. Forma de andar. Nariz, ou propensão para o "desastre" que faz rir a todos, por ser tão "despassarado!"

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor