Fragmentos - por Elair Cabral

Fragmentos - por Elair Cabral

FRAGMENTOS

 

Eu jurei ao meu espelho em agonia

Preservar-me das “agruras deste inferno”

mesmo em cacos -se ele- se fizer um dia

cada caco versará o amor eterno

 

Em pedaços cantarei cada ventura

e tropeços desta escalada selvagem.

Lágrimas sinceras e por demais puras

 Por sombras que, triste, “apago a  imagem”.

 

Eu queria não deixar rastro de dor

numa estrada de sorrisos “só de amor”

Mas a selva não permite essa alegria.

 

 E assim, sigo versando em fragmentos

que refletem amplidão, discernimento

 e colo o brilho no esplendor  de cada dia.

 

Elair Cabral

21/08/14

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor