Henrique Flory - Entrevistado

Henrique Flory - Entrevistado

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Henrique possui mestrado em Administração Pública pela Harvard Kennedy School e mestrado profissional em Administração de Empresas pela FGV. Cursou MBA em Gestão de Negócios no ITA e na ESPM. Atualmente, é CEO da HVF Cursos, que oferece cursos de pós-graduação e ensino médio. É também CEO da editora Arte & Ciência, focada em publicações acadêmicas. Entre 1994 e 2001, foi Diretor do Departamento de Comunicação Corporativa e Planejamento Estratégico do Grupo UNIP/Objetivo.

Lançou em 2015 os livros de ficção científica "Evolução" e "O Elo", e o "Desafio HVF".

A partir deste ano, pretendo continuar escrevendo no universo ficcional de "Evolução" e transformar a educação com uso intenso de tecnologia, meritocracia e globalização, por meio do Desafio HVF e outros produtos que já estão em produção. Minha meta é atingir um milhão de jovens, distribuídos no mundo, jogando primeiro o Desafio HVF e em seguida o game "O Elo", conquistando prêmios e vitórias por meio dos seus próprios esforços.”

 

“A forma “linear” de leitura é ler antes o “Evolução” e depois “O Elo”. O primeiro se passa a alguma coisa próxima de trezentos anos no futuro de hoje, e o segundo a mais de três mil anos no futuro.”

 

Boa Leitura!

 

Divulga Escritor - Escritor Henrique Flory é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que o motivou a ter gosto pela Literatura?

Henrique Flory - Sem dúvida a leitura. Nunca irei me esquecer das primeiras leituras de Monteiro Lobato, Conan Doyle, Isaac Asimov, Arthur Clarke, Aldous Huxley e Fiodor Dostoiévski, entre outros.

Foram essas primeiras leituras, e depois particularmente as de ficção científica, que me levaram a pensar na atividade de criação literária quando precisei encontrar o que seria a minha ferramenta para manifestação pessoal.

 

Divulga Escritor - O que mais o encanta na arte da escrita?

Henrique Flory - As possibilidades infinitas.  Ao mesmo tempo em que escrever é quase um exercício de engenharia, exigindo planejamento, atenção aos detalhes, visão de longo prazo, etc., é também a forma de arte onde podemos ousar mais, deixando a criatividade fluir em suas formas mais puras.

No meu caso específico, pelo fato da minha criação ter sido, até hoje, eminentemente solitária, é também um exercício intenso de me voltar para mim mesmo, característica que não acredito que conseguiria com outras formas de criação e manifestação cultural e artística.

 

Divulga Escritor - Seus livros “Evolução” e “O Elo” fazem parte de um projeto literário, conte-nos como surgiu o projeto, quais os objetivos.

Henrique Flory - “Evolução” foi concebido originalmente em 1987, e sua primeira versão publicada em 1990, mas em 1994 eu o retirei do mercado, pois queria tempo para escrever outras quatro obras no mesmo universo, uma explicando os eventos até o início de “Evolução”, outras três explorando os finais possíveis para a fusão orgânico-inorgânico. Infelizmente até 2013 isso não havia sido possível.

Em 2013 decidi voltar a escrever ficção científica, e a princípio “O Elo” era um projeto independente tratando da humanidade na Terra, três mil anos no futuro. Foi quando percebi que não só a temática principal, como muitas das secundárias (clonagem, para ficar em uma) era as mesmas em ambos os romances, e “O Elo”, enquanto obra, encaixava-se perfeitamente como uma das respostas filosóficas ao “Evolução”. Assim o projeto dos cinco volumes foi retomado.

O desenvolvimento do game a partir do enredo de “O Elo” é considerado, por mim, como um outro projeto, paralelo ao projeto literário.

 

Divulga Escritor - O que diferencia “Evolução” de “O Elo”?

Henrique Flory - Considero “Evolução” uma obra com uma tese, a da Evolução humana, por meio da fusão orgânico-inorgânico. Dentro desse contexto, uma série de cenários e personagens diferentes são retratados para a história ser contada, mas o mais importante sempre é a tese que se desenrola.

“O Elo”, por outro lado, apresenta claramente dois personagens que perpassam todo o enredo, e o que acontece com esses personagens, seus sentimentos, seu crescimento é o que mais importa na obra – o enredo passa a ser quase secundário, no caso.

 

Divulga Escritor - Estas diferenças, levam o leitor a ler primeiro uma obra, e depois a outra, ou ele pode optar aleatoriamente pela leitura?

Henrique Flory - A forma “linear” de leitura é ler antes o “Evolução” e depois “O Elo”. O primeiro se passa a alguma coisa próxima de trezentos anos no futuro de hoje, e o segundo a mais de três mil anos no futuro.

Isso dito, devo lembrar que vários leitores leram apenas “O Elo”, e outros preferiram “O Elo” enquanto leitura. São obras bem diferentes, mas absolutamente se completam.

 

Divulga Escritor - A quem você indica a leitura de suas obras?

Henrique Flory - Essa é interessante. Normalmente eu diria que penso em meus leitores – para essas obras – como pertencentes às faixas etárias que se iniciariam em 15, 16 anos de idade. Então encontro um garoto de 11 anos de idade, filho de um amigo, que em quinze minutos devorou vários capítulos do “Evolução”.

Sei que provavelmente serei mal compreendido, mas nos últimos 25 anos as pessoas que mais gostaram do “Evolução” foram as pessoas mais inteligentes que já conheci, dentro do ITA, da FGV e de Harvard.

Portanto, se você se considera inteligente, acredito que deva ler meus livros. É bem provável que você vá gostar.

 

Divulga Escritor - Quais livros vem depois de “Evolução” e “O Elo”, já temos títulos definidos?

Henrique Flory - Eu quero escrever as outras três obras – ainda sem título – que planejei, mas também lancei um projeto, o Desafio HVF, onde convido os participantes a escreverem continuações e expansões laterais desse universo ficcional. Os textos mais bem votados pelos próprios participantes serão aproveitados como parte do roteiro do game “O Elo”, seus autores serão contratados e os textos serão publicados.

O participante mais bem colocado poderá escolher o prêmio final: uma semana conhecendo a universidade de Harvard, nos Estados Unidos, ou uma semana passeando na praia de Jericoacoara, no Ceará.

O Desafio HVf pode ser melhor conhecido em www.hvfcursos.com.br/desafio

 

Divulga Escritor - Onde comprar os seus livros?

Henrique Flory - Site da Editora Arte & Ciência www.arteciencia.com.br

 

Divulga Escritor - Quais os seus principais objetivos como escritor?

Henrique Flory - Estabelecer formas de criação colaborativa e, na esfera pessoal, expandir meu universo de forma a contemplar minhas dúvidas e angústias.

 

Divulga Escritor - Você ministra palestras sobre os temas abordados no livro?

Henrique Flory - Sim, com certeza, é um dos pontos que acredito ser uma função fulcral do escritor.

Contatos podem ser feitos por meio do email editora@arteciencia.com.br ou o tel 011 3171-1778

 

Divulga Escritor - Que desafios você encontra no mercado literário brasileiro?

Henrique Flory - Encontrar espaço diante das dificuldades de se estabelecer com a capilaridade necessária para divulgação e distribuição a contento, dado o tamanho do país e sua dificuldade logística.

 

Divulga Escritor - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritor Henrique Flory. Agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor. Conte-nos em sua opinião o que o leitor pode fazer para ajudar a vencermos os desafios encontrados no mercado literário brasileiro?

Henrique Flory - Eu acredito no leitor, portanto minha opinião é que o leitor continue lendo, e logo depois, use sua leitura para se posicionar mais e mais, escrevendo.

Também seria interessante o leitor começar a buscar formas mais intensas de interagir com os autores, criando mais espaços para criação colaborativa e para novos autores despontarem.

 

Divulgação: Divulga Escritor

Email: smccomunicacao@hotmail.com

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor