Hoje - por Alexandra Collazo

Hoje - por Alexandra Collazo

 

Hoje eu quero algo que me dê motivos para escrever, que seja minha inspiração, que seja o meu pensamento, a minha intuição, a minha caneta e meu papel de rascunho.

 

Hoje, eu deixo o passado para trás e esqueço de tudo que passou e que não me fez bem. Deixo meus poemas antigos guardados em uma caixa de lembranças e um dia, quem sabe, volto a vê-los, apreciá-los, como foram apreciados em sua época.

 

Hoje, trago comigo apenas as boas lembranças, as memórias agradáveis, as lágrimas que derramei por motivos de alegria e de felicidade. Esqueço de tudo que me fez chorar,  que me fez um dia querer desistir da caminhada e esqueço de tudo e todos.

 

Hoje, eu quero sentir algo novo, uma sensação nova que me revire do avesso, que faça com que todos os meus sentidos se desfaçam um a um sobre minha pele. Quero o abraço mais apertado, quero nos meus lábios o beijo mais longo, ardente, calmo e, quero terminar a noite com um bom de vinho ao som de um bom jazz. Dupla perfeita e infalível!

 

Quero algo novo, algo que me dê motivos para acordar pela manhã. Quero algo que domine meus pensamentos, meu íntimo, meu interior, que me arranque um sorriso por nada, que me acorde de madrugada, que me ligue e não mande mensagens.

 

Hoje quero algo que desacelere meu corpo físico mas, que acelere meu coração. Quero mão na mão, um carinho para aquecer meu corpo e olhos nos olhos para aquecer minha alma.

 

Hoje quero um novo olhar, um novo abraço, um novo lábio, um novo corpo para abraçar. Hoje quero me sentir viva, repleta de felicidade, desejo e paixão.

 

O passado ficou para trás, superei tantas outras vezes e dessa vez não seria diferente.

 

Hoje, com tudo superado e com todos os sentimentos em seus devidos lugares, estou pronta para o novo, pois, eu também mereço amar e ser amada.

 

Hoje eu quero alimentar os meus desejos...

 

Quero ouvir uma música e lembrar de alguém, quero comprar presentes, fazer surpresas (minha marca registrada), sentar na mesa de um bar e contar histórias (as minhas) e ouvir histórias. Quero dar risada e apreciar um lindo sorriso e, se for para chorar, que seja de prazer ou de tanto rir!

 

Hoje busco um sorriso para inspirar meus versos que estão mudos há muito tempo. Busco um olhar para me refugiar do frio e da solidão e quero um par de imperfeições para completar o meu coração.

 

Quero um sonho, uma realidade, quero paz e ao mesmo tempo tormento para dar emoção ao meu dia a dia.

 

Hoje faço questão absoluta de esquecer do meu trabalho.  Quero novas conversas, novos assuntos, novas ideias e novos projetos. Hoje até topo um drink diferente, mais ousado, mais quente, quem sabe!

 

Hoje, deixo tudo para trás. Quero novas experiências de vida, quero uma nova vida com novos sentimentos e sensações.

 

Hoje, quero um amor imperfeito que não entenda nada do que eu fale e me olhe dizendo: Você é meio maluquinha, né?!  Sim, sou mesmo!

 

Realmente eu tenho meus momentos de loucura, mas, quem não tem? Se isso é bom ou ruim, eu sinceramente, não sei!

 

Como diz a música do grande poeta Oswaldo Montenegro: “Quantos defeitos sanados com o tempo eram o melhor que havia em você”...

 

Hoje, quero alguém que goste de mim como sou e que tenha prazer em estar do meu lado independente dos meus defeitos e qualidades.

 

Hoje, enquanto o meu AMOR IMPERFEITO não me encontra, eu busco apenas SENTIR...

publicado em 14/03/2014

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor