Imaginação - por Ana Maria dos Santos

Imaginação - por Ana Maria dos Santos

Imaginação

 

Que estranha solidão a dele.

Como um soldado sozinho

a defender os muros da cidade.

 

Longe se seu alcance

A acaricia com os olhos

Sobe desce, incansavelmente

 

Para em sua curva

Traça com jeito

Com tanto gosto goza

 

Em pensamentos a despe;

Ensaia beijos;

Empina a espada;

A invade latente.

 

Suspende-a num toque

Não sabe seu gosto

Se soubesse morreria provando.

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor