Inóspito deserto - por Ivan Perdigão

Inóspito deserto - por Ivan Perdigão

Inóspito deserto

 

No deserto de sentimentos

Começo minha viagem

Um alento na bagagem

Longínquos destinos

 

Em busca de uma nova existência

Um amor sem ciência

Pela pedra, pelo trilho, pela pegada

Pelo coração, pela mente, pelo sol

Ansiando por uma luz, um farol

Uma alma amada

 

Pelas toneladas de areia

A dor vagueia

Impulsionado pelo oculto, pela veia

Um coração vagante

Um corpo, um ser, uma amante

Uma travessia mortificante

 

Os pés a sangue vivo

Disfarçados pela poeira que engana o crivo

Os olhos duros e frios

Contemplando Inóspitos horizontes

Um nomadismo de sensações

Mordendo a carne e os ossos

 

Uma viagem intrépida

De um ser covarde

Guerreando na sua cruzada

Derrotado na sua intimidade

 

Orientado pelas constelações

Mergulhado nas emoções

Sabe porque partiu

Não sabe para onde partiu

 

IP 18.2.2013 lubango

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor