Insônias de amor - por Ivan Perdigão

Insônias de amor - por Ivan Perdigão

Insónias de amor

 

Com os olhos esbugalhados

Total anarquia na mente

Meus ânimos desfeitos

Deito com o corpo dormente

 

Deito numa ansiedade titânica

Olhando pela luz parca

Que me permite continuar a viver

Que olha o meu sofrer

 

Nas agonias do meu clamar

Nas vibrações do meu orar

Às lagrimas do meu chorar

Agoniando pelo teu amar

 

Permaneço

Pelos longínquos caminhos da noite

Pela dor insistentemente mais forte

Pela beleza da escuridão

Pela ausência da razão

Pouco a pouco desfaleço

 

E sem forças para dormir

Sem forças para manter-me vígil

Nesta existência vil

Nada mais me resta senão sorrir

 

Sorrir até ao fim

Sorrir para a dor

Sorrir para mim

Nas insónias de amor

 

 

IP 15.2.2013 lubango

 

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor