Jeremias F. Torres - Entrevista

Jeremias F. Torres - Entrevista

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

JEREMIAS F. TORRES, Funcionário Público, focou no trabalho sua vida , razão pela qual somente agora, vai concluir sua formação acadêmica. Escritor (cronista, poeta), escreve em alguns sites, sendo o principal do Recanto das Letras (www.jfranck.prosaeverso.net); no Artigonal; Site do Escritor; Alguns e-books na amazon.com e mais recentemente está escrevendo também no Site da Associação Internacional de Escritores e Artistas. Participou de diversas coletâneas ao longo de alguns anos, conta atualmente com 12 livros publicados, dentre eles, destaque para PORQUE NÃO EXISTE JUSTIÇA NO BRASIL!; MÃO HÁ RACISMO NO BRASIL!; MARCHA SOLDADO! Dentre outros.

“Eu quero dizer o seguinte: todo e qualquer texto, seja em prosa ou verso, ou outro gênero literário, só pode ir para o papel se o artífice (no caso , o escritor), tiver alguma experiência pessoal sobre esses escritos e principalmente, a leitura profunda sobre esses temas...”

 

Boa Leitura!

 

SMC - Escritor Jeremias Torres é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que o motivou a ter gosto pela escrita?

Jeremias Torres - O prazer é todo meu e é uma honra. Essa pergunta inevitavelmente me faz remontar a minha primeira infância, onde morei na Cidade do Nordeste chamada  Caruaru/PE  e a diretora da escola em que estudei  me permitia ter acesso  aos livros  da biblioteca. Eu tinha por volta dos 05 ou 06 anos e foi aí, sem muito incentivo e apenas minha curiosidade, que tomei  gosto pela leitura e consequentemente , mais tarde, pela escrita.

 

SMC - Você hoje tem livros publicados que abordam diferentes temas: Poesia, Poemas, Sonetos, Crônicas, Política, Ciência, Educação, Crítica Literária, Esporte (corrida), Espiritualidade, Filosofia, etc.  Como foi surgindo estes diferentes gostos literários?

Jeremias Torres - Shirley, antes de responder essa pergunta, ou melhor dentro dessa mesma pergunta, me recordo, de um trecho onde Jesus (não sou crente) fala para Nicodemos: “não falamos senão o que sabemos e não damos testemunho senão do que somos!” (João, 3:1 a 12). Eu quero dizer o seguinte: todo e qualquer texto, seja em prosa ou verso ou outro gênero literário, só pode ir para o papel se o artífice (no caso , o escritor), tiver alguma experiência pessoal sobre esses escritos e principalmente, a leitura profunda sobre esses temas, com efeito, gosto de Ciência, li muito sobre Filosofia e Religiosidade, fui atleta do SESI/Leopoldina e Osasco (corredor). Comecei escrevendo poesias,  depois alguns sonetos, depois Crônicas e finalmente, depois de algum tempo, livros. Quanto à crítica, procuro simplesmente mostrar os fatos revoltantes, sem ofender diretamente ninguém, é claro,  através  das palavras.

 

SMC - O que o influenciou a ter esta diversificação de temas publicados?

Jeremias Torres - Naturalmente, foi surgindo a necessidade da diversificação do passado até o presente momento, assim como vai surgir a necessidade de mudanças em mais estilos para o futuro.  De um modo geral, o grande influenciador e incentivador à minha ansiedade de escrever, sem dúvida nenhuma, deu-se pela observação(?!) Sim, estar no olho do furacão. O sofrimento, o desemprego, a falta de estrutura familiar, a dificuldade para estudar e acima de tudo, ser um legítimo apreciador da arte e música e de ter de atuar em área distinta para sobreviver. Entende? Daí me recordo de uma frase de uma música de Zé Ramalho: “e todo pranto, forma a imagem do homem!” E mais, ler diversos estilos de livros e participar e interagir com diversos segmentos sociais. Ex.? Convivi com pessoas com ideais políticos, com atletas (profissionais, inclusive), músicos (também sou músico), frequentei  diversas religiões, captando pontos positivos de cada uma e o logicamente, trabalhando no dia a dia, com pessoas totalmente alheias ao meu modo de pensar e de sentir a vida.

 

SMC - Escritor Jeremias, conte-nos qual o livro que demorou mais tempo para ser escrito e publicado? Que temas você aborda neste livro?

Jeremias Torres - Com prazer. Na verdade, foram dois.  Um deles, devido a complexidade do próprio tema em si  e o qual pretendo dar continuidade, posteriormente em um segundo volume (pois o tema é vasto) é: “PORQUE NÃO EXISTE JUSTIÇA NO BRASIL!” e o outro, chama-se “O DIA EM QUE A POLÍCIA LUTOU!” (este livro retrata o conflito que houve em 2008 entre as duas polícias (CIVIL / MILITAR). Eu iria o publicar em parceria com um determinado Sindicato. Perderam meu original digital e tive que recuperá-lo em forma de imagem (jpg). Três anos depois, após encontrar um programa Alemão de conversão, consegui transformá-lo novamente em texto e depois em PDF, para poder publicar.

 

SMC - Qual o livro que demorou menos tempo para ser escrito e publicado? O que o motivou a escrever de forma mais intensa que os demais livros escritos? Que temas você aborda neste livro?

Jeremias Torres - Um infantil. Intitulado: “Gigi e a Fada!”. Está apenas no arquivo digital, mas, vou publicá-lo dentro em breve. O que me fez trabalhar de forma mais intensa nele, foi minha filhinha GIOVANA (para quem fiz o livro), todo dia me cobrar: “pai,  cê  já acabou o livro?”  

 

SMC - Onde podemos comprar os seus livros?

R: Pois não, na LOJA PERSE (on line) e no site da AMAZON.COM (No KDP, Kindle Direct Publisher). Meu nome lá é: TORRES, JEREMIAS F.

Email para contato: jfranckett@hotmail.com

 

SMC - Quais os seus principais objetivos como escritor?

Jeremias Torres -  Meus principais objetivos como escritor é continuar mostrando através de textos simples, a injustiça social, contestar as falcatruas políticas, elogiar quem merece ser elogiado e continuar escrevendo, pois escrever para mim, é uma extensão dos meus pensamentos, sem nenhum interesse material no fato, apenas mostrar que qualquer um pode escrever é só querer. E mais: através da escrita poder mostrar que apesar dos pesares, vale a pena viver. E nos momentos de extrema inspiração, escrever os meus poemas simples.   

 

SMC - Soube que vem vindo um novo livro, podes nos contar um pouco sobre sua nova obra?

Jeremias Torres - Claro. Mas, na verdade, eu nem sei se isso é normal, mas, estou escrevendo três livros. O primeiro deles, intitula-se: I - “PERSONALIDADES INTRIGANTES DO NORDESTE!” (já iniciado) retratando personalidades que influenciaram e de uma certa forma alavancaram à região e sustentaram e contestaram tudo que houve por lá em matéria de religião e política; II “BREVÍSSIMO COMENTÁRIO SOBRE A LOUCURA!” (este, o nome já diz, sobre comentários da loucura, também iniciado); “INIMIGO NÚMERO UM DO BRASIL!” ( já no Oitavo Capitulo, com imagens), retrata esse político brasileiro, desonesto, egoísta, que só pensa em si. O título está no singular, mas é uma denominação geral, plural. 

 

SMC - Quais os seus principais hobbies?

Jeremias Torres - Meus hobbies são eles:  ouvir música (toda espécie de música, exceto funk), ler , (toda espécie de leitura e isso inclui a Bíblia até o Código Penal), ainda  pratico esporte (sem a intensidade de outrora), mas regularmente corro, não bebo, não fumo. Também sou músico amador, gosto de tocar bateria também, rotineiramente pratico. É isso.

 

SMC - Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário no Brasil?

Jeremias Torres - Eu não gostaria de falar sobre isso, pois, o tema é (a meu ver), bastante controverso. Pois, existe duas vertentes sobre essa assunto. É assim, o mercado literário em si e a quem vai ser direcionado esse mercado. Pois bem, pode ser que aqui no Brasil, em São Paulo, haja algum lugar onde as pessoas são mais voltadas para a literatura, jornais, revistas, etc. Porque na periferia onde resido, só existe uma única leitura: O FUTEBOL! Quer um exemplo? Onde trabalho, um ou outra pessoa,  se interessam por cultura literária é logicamente, cultura. Um ou outra pessoa, compreende a real importância de ler, escrever, etc. Isso, seres ditos, letrados. Imagine, o resto da população, voltados tão somente para o... “coringão!” Porém, com o advento da Internet e do FACEBOOK, cumprindo sua função educadora (será?), gradativamente as pessoas vão interagir com o mercado literário e, obviamente, a recíproca será igual.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor o Escritor Jeremias Torres, que mensagem você deixa para nossos leitores?

Jeremias Torres - Um dos meus maiores prazer na vida (como escritor) é saber que alguém lê aquilo que eu leio e mais, satisfação total, quando gostam. Para um verdadeiro poeta, escritor, artista, isso por si só já é a consagração. Bem, em suma, o leitor é a razão do trabalho dos criadores e manuseadores  das letras. Continuem lendo, mas, se quiserem, bastante escrever a primeira palavra, com o intuito de divulgar uma mensagem, escreverá uma segunda e consequentemente, também será um escritor, então, bem vindo ao universo infinito das “escrituras literárias!”

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor