João Bezerra da Silva Neto - Entrevistado

João Bezerra da Silva Neto - Entrevistado

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

João Bezerra da Silva Neto nasceu em Maraial, Zona da Mata Sul de Pernambuco. Filho de agricultores, ainda criança deixou os campos e veio morar na cidade. Do interior trouxe todas as tendências do caboclo simples e ouvidor de histórias matutas. Cursou Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Embora tenha formação contábil, despertou para as letras cedo, compondo poemas, poesias, dissertações de lugares e situações vividas na infância. Em contato com a civilização moderna, nas grandes capitais, absorveu cultura e um jeito sui generis de escrever, materializando pensamentos com criatividade e surrealismo.  Publicou, em 2012, seu primeiro livro “A Saga de Aripibu”. Seu segundo Livro será publicado em 2015 sob o título “O Tronco do Baobá”, com dezenas de histórias vividas e contadas pelos seus pais e avós. Além de peças teatrais e poesias, trabalha em cima de sua obra filosófica sob o título “ Liberdade Cerceada” que versa sobre a liberdade do ser humano sobre diversos prismas.   

 

“Enumeramos de cabeça os livros de sucesso, exatamente aqueles escritos por autores conhecidos na mídia antes de publicar suas obras. Os verdadeiros gênios da literatura estão no anonimato.”

 

Boa Leitura!

 

Divulga Escritor - Escritor Silva Neto é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor conte-nos, sendo contabilista, o que o motivou a ter gosto pela escrita literária?

João Bezerra - O prazer é todo meu, Shirley. É uma honra participar do Divulga Escritor de tanta importância no cenário nacional e internacional. Sendo Contabilista de profissão é uma inversão gostosa trilhar os caminhos da Literatura, pois, à medida que escrevo, estou liberando energia e me recarregando ao mesmo tempo para melhor lidar com os números. Costumo dizer: “Aproveito a literatura para fugir do mundo exato do Débito igual ao Crédito”.

 

Divulga Escritor -  Em que momento surgiu a ideia de escrever o seu livro “A Saga de Aripibu”?

 João Bezerra -  Desde tenra idade tive educação voltada para a cultura literária nos bons colégios em que tive o privilégio de estudar. Caminhei, na juventude, entre corredores de bibliotecas valiosíssimas, devorando autores nacionais e internacionais. A vida adulta, junto às dificuldades financeiras naturais, fez-me inverter esse processo, adentrando ao mundo contábil por questão de sobrevivência. Pena que esse retorno ao mundo literário tenha ocorrido tardiamente... O livro “A Saga de Aripibu” foi o retorno, graças à influência e incentivo de meu irmão Cícero Bezerra o qual homenageio como coautor.

 

Divulga Escritor -  Que tema você aborda nesta obra literária?

João Bezerra -  Evidencio a história de um dos últimos imigrantes aventureiros, ávidos pela exploração da cultura da Cana de Açúcar em Pernambuco, em meados do século XIX. História essa, cercada de mistérios, crendices, misticismos; fatos escabrosos, insólitos, bizarros, permeando entre o verossímil e a ficção, embora o contexto seja verdadeiro.

 

Divulga Escritor - Como foi a construção do enredo de “A Saga de Aripibu”?

João Bezerra - Alimentado pelas histórias contadas pelo meu avô paterno e meu próprio pai, desde minha infância, os quais se criaram na Casa Grande da Usina Aripibu, não foi difícil construir o enredo e os personagens, numa trama digna de um filme. Alias estou escrevendo o roteiro da Saga, na esperança de levá-lo às telas, um dia.  Devo fazer menção honrosa ao meu irmão mais velho, Cícero Bezerra, exímio contador de histórias, o qual relatou parte da história com extrema habilidade. De resto, a pesquisa e criatividade deram o tempero ideal para a feitura da obra.

 

Divulga Escritor - Silva Neto, você é colunista do Projeto Divulga Escritor, conte-nos, de forma geral, qual a mensagem que você quer transmitir ao leitor através de seus textos literários?

João Bezerra -  Procuro centrar meus textos, sejam crônicas, contos, ficção, poemas ou poesias, no terreno fecundo das fantasias, que cheguem a iluminar a espiritualidade de cada um no campo do bem.  A escrita deverá ser sempre educativa e elucidativa. Assuntos diversos poderão ser transcritos sem malícias ou maldade abrangendo todas as áreas da vida.

 

Divulga Escritor - Onde podemos comprar seus livros?

 João Bezerra -  Meu livro pode ser encontrado em qualquer Livraria Saraiva, sob pedido, na Livraria Gregory on-line, ou diretamente com o autor, pedido através do e-mail: joao.digicon@gmail.com , frete grátis para todo o Brasil e exterior.

 

 Divulga Escritor - Soube que temos livro novo a caminho, conte-nos um pouco sobre a próxima obra literária a ser publicada.

João Bezerra -  “O Tronco do Baobá” será meu próximo livro a ser publicado, possivelmente no primeiro semestre de 2015. Procuro, nesse livro, resgatar as histórias simples contadas pelo meu avô e meu pai, quando criança, universo perdido no tempo, sufocado pela tecnologia do hodierno.

Outra obra em andamento a ser publicada após o livro citado, é o livro de pensamentos filosóficos “Liberdade Cerceada”, onde exploro o contexto “liberdade” sobre todos os ângulos à luz da razão e do bom senso. 

 

 Divulga Escritor - Quais os principais hobbies do escritor Silva Neto,

João Bezerra -  Em função de minhas atividades contábeis, sobra-me pouco tempo para praticar aquilo que mais gosto que é ler e escrever. Conto os dias para minha aposentadoria, a fim de sentar-me diante de um tabuleiro, não de jogos de dominó, cartas ou dama, e sim, numa imensa biblioteca para adquirir cultura através de leituras e pesquisas úteis ao meu espírito inquieto e inquiridor.

 

 Divulga Escritor - Como você vê o mercado literário brasileiro?

João Bezerra -  O mercado literário brasileiro é uma incógnita. Enumeramos de cabeça os livros de sucesso, exatamente aqueles escritos por autores conhecidos na mídia antes de publicar suas obras. Os verdadeiros gênios da literatura estão no anonimato. Valoriza-se o autor estrangeiro em detrimento do que é nosso. Ainda bem que o mercado literário infantil começa a tomar novo rumo. É a promessa futura para resgate de nossos, José de Alencar, Graciliano Ramos, José Lins do Rêgo, Aluísio de Azevedo, Raquel de Queirós, Cecília Meirelles, Castro Alves, modernos e muitos outros mais.

 

Divulga Escritor -  Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor o Escritor Silva Neto, que mensagem você deixa para nossos leitores?

João Bezerra - Primeiramente a você, minha Fada Madrinha Literária, que não mede esforços de, graciosamente, tornarmos conhecidos, meu muito obrigado!

Aos colegas autores, aconselho Investirem e não desistirem. Vivam os seus livros, as suas obras em todos os momentos de suas vidas. Propaguem seus livros não com a intenção de vendê-los, mas de torná-los conhecidos. Vendam, troquem, doem o importante é fazê-los circular. Enquanto não nos tornarmos famosos, o elogio nos alimenta e não o dinheiro em si. Raros os autores que sobrevivem de livros. Vivemos de elogios, estes sim, alimenta a alma, nosso ego.

 

 Quanto aos nossos leitores, sinto-me feliz por aqueles anônimos que compraram meu livro, espontaneamente, nos festivais onde o expus; que leram nos presídios onde o doei; nos centros sociais onde o deixei certo de que não receberei elogios, verdadeiros ou falsos. Antes, consolo-me por ter feito uma boa ação, o de entreter por  alguns instantes aqueles que se expõem ao mal.

 

João Bezerra da Silva Neto, ou SILVA NETO – Escritor.

Joao.digicon@gmail.com

www.silvanetoesilva.com.br

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor