João Paulo Évora Bernardino - Entrevistado

João Paulo Évora Bernardino - Entrevistado

por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

JOÃO PAULO ÉVORA BERNARDINO, de 47 anos, nacionalidade portuguesa, trabalha em empresa de Consultoria de Gestão como Director Comercial.

Actualmente tenho 2 livros a publicar em 2014: “A VOZ DA EMOÇÃO” e “SEGUNDA OPORTUNIDADE” (romances); “O AMOR EM PEDAÇOS” (poesia). Anteriormente fui Vice-Presidente e mais tarde Presidente da Assembleia Geral da Associação Carpe Diem, em Alcobaça; Fui Director Adjunto da Revista Carpe Diem, além de Coordenador do Departamento Filosófico-Doutrinal e representante do Conselho permanente e Consultivo de Informação e Redacção da revista Carpe Diem.

PRÉMIOS Alcançados:

- 1º Prémio Literário no Concurso José Fontana-Vida e Obra, em 1990, em Lisboa;

- Menção Honrosa no Prémio Literário Carpe Diem, em 1990 e 1991, em Alcobaça;

- 1º Prémio X Quinzena Cultural Bancária em Poesia Lírica pelo Sindicato dos Bancários, em 1994;

- 1º Prémio XI Quinzena Cultural Bancária em Poesia Lírica pelo Sindicato dos Bancários, em 1995;

- 1º Prémio Romance no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar , em 1996,  no Porto;

- 1º Prémio no II Concurso Literário da Editora Papel D’Arroz – “Eu tenho um Sonho” , em 2014, Lisboa

 

“Acaba por ser uma metáfora aos artistas e essencialmente aos escritores que, com uma simples ajuda, podem também passar do anonimato para o estrelato apenas porque se apostam neles.”

 

Boa Leitura!

 

SMC - Escritor João Bernardino é um prazer contarmos com a sua participação no projeto Divulga Escritor, conte-nos o que o motivou a ter gosto por literatura?

João Bernardino - A honra é toda minha e agradeço a consideração pela oportunidade que me dão. Faz este ano 40 anos que vi o meu 1º texto ser publicado num jornal nacional, pelo que quase direi ter nascido com uma caneta e bloco de notas. Meus pais nunca tiveram hábitos de leitura e muito menos de escrita pelo que acredito ser natural esta minha faculdade de escrever. Depois, ao longo dos anos, sempre me interessei pela literatura, até porque Portugal tem uma riqueza enorme e incomparável quer de escritores (Camões, Fernando Pessoa, Eça Queiroz, José Sarmago) quer de obras mundialmente consagradas e isso sempre me deu muita vontade de fazer algo mais pela nossa literatura.

 

SMC - Você já atuou, entre outras instituições, na direção da AJEP – Associação Nacional de Jovens Escritores de Portugal. Em sua opinião, quais os principais desafios encontrados pelo escritor no mercado literário em Portugal?

João Bernardino - Os desafios são imensos, como creio acontecer actualmente no Brasil. Há cada vez mais escritores que estão a florescer e a aproveitar as imensas antologias promovidas por variadas editoras independentes para mostrarem os seus trabalhos. Porém, quando pretendem editar os seus originais, as editoras recusam por não serem obras que lhes permitam rentabilizar rapidamente o investimento. Então, a troco de um valor momentário considerável, acabam por publicar em editoras que publicam e divulgam as suas obras. E com a enorme crise que abala Portugal, raros são os escritores que colocam à luz do dia os seus projectos, gorando-se, desta forma, a possibilidade de refrescar a nossa literatura e mostramos até além-fronteiras a qualidade da nossa literatura.

 

SMC - Quais ações de melhorias que você citaria para o desenvolvimento do mercado literário português?

João Bernardino - Uma forte aposta em novos escritores que despontam pelo país e que não enganam pela sua qualidade. São excelentes escritores, com óptimos textos e que, claramente, venderiam no mercado nacional. Outra melhoria era a redução do preço dos livros (pelo menos 25%) para que houvesse uma maior leitura e, consequentemente, oportunidade das pessoas escreverem melhor. A leitura é fundamental para bem se escrever. Deveria haver mais concursos literários para estimular os jovens a escrever mais e melhor e, por último, haver um valor substancialmente maior no Orçamento do Estado para a Cultura em Portugal que, nesta fase, “desbarata” toda a cultura, em especial a das novas gerações.

 

SMC - Vamos conversar agora um pouco sobre os seus livros. Conte-nos, como foi a construção do enredo e personagens do seu romance , com publicação prevista para 2014, “A Voz da Emoção”?

João Bernardino - É um livro a ser publicado em 2014 como prémio de ter vencido um concurso literário promovido por uma editora portuguesa. O enredo dos meus personagens são criados no momento em que pego no papel e na caneta e começam a ganhar forma. Nunca determino como e quando acaba. No caso deste romance tem a ver com uma moça com grande vocação para a música e que, por imperativos da sua vida (morte do marido e fracas possibilidades de singrar em Portugal) se vê forçada a emigrar para França onde, por mera casualidade, conhece um produtor de música que, ao longo da história, a torna na maior cantora mundial de todos os tempos. Acaba por ser uma metáfora aos artistas e essencialmente aos escritores que, com uma simples ajuda, podem também passar do anonimato para o estrelato apenas porque se apostam neles.

 

SMC -“A Voz da Emoção” tem alguma ligação com o seu outro romance, a ser publicado, “Segunda Oportunidade”?

João Bernardino - Não têm qualquer ligação porque considero (não sei se bem ou mal) que um escritor, apesar de dever manter um estilo próprio, deve ser versátil e mostrar que é capaz de algo diferente. Além disso, “Segunda Oportunidade” é a minha grande aposta editorial e à qual, talvez por isso, não desprezando os meus demais trabalhos anteriores, dediquei uma maior atenção a todos os níveis para poder ser um óptimo romance, capaz de rivalizar com os dos escritores de renome. Vamos ver se assim acontecerá aquando do seu lançamento ou num futuro próximo.

 

SMC - Conte-nos um pouco sobre “Segunda Oportunidade”?

João Bernardino - É uma história admirável de um amor carregado de encruzilhadas entre as personagens principais mas tão forte que o próprio destino não consegue derrubar. Afinal, quantas pessoas passam uma vida inteira à procura de um verdadeiro amor? E quantas realmente o encontram? Porém, tudo na vida tem um preço. Também para Maria, a personagem principal, quando, apesar de casada com um marido libertino e desejar sobreviver com os filhos num casamento infeliz, conhece um homem que lhe mostrará o outro lado da vida, cheio de amor. Mas teria assim tantas certezas para dar o passo definitivo da sua vida? Seria ele verdadeiramente o homem da sua vida? Amava-o para que pudesse mudar de vida ou para fugir da sua malfadada sorte?

 

SMC - Qual a principal mensagem que você quer transmitir ao leitor através de seus textos literários?

João Bernardino - Que o amor sai sempre vencedor e que, se sonharmos sempre em grande, também conseguiremos a nossa recompensa em igual escala. É claro que teremos sempre de trabalhar muito, nos dedicarmos de corpo e alma mas, quando prosseguimos os nossos objectivos com optimismo e determinação, alcançamos até o Céu. E que, se colocarmos muito amor no que fazemos, não só na escrita mas sobretudo na vida, os nossos dias serão, com certeza, mais felizes e tornar-nos-ão umas pessoas melhores.

 

SMC - Quais os principais hobbies do escritor João Bernardino?

João Bernardino - Escrever e apresentar rúbricas para rádios, para sites internacionais, nomeadamente no Brasil, onde começo felizmente a ser descoberto e, graças a Deus, bem aceite e respeitado, quer pelos meus trabalhos de literatura portuguesa mas também pela poesia que escrevo sobre o amor, não me deixa muito tempo livre. Mas é de uma forma muito feliz que, apesar de não considerar isso um hobby mas uma enorme paixão, o que mais me realiza fora da escrita é poder brincar com a minha filha, andarmos de bicicleta, irmos à natação, pintarmos e dançarmos. É a minha felicidade. Além disso, pratico andebol para manter a elegância (risos) e a sanidade mental o mais apurada possível.

 

SMC - Pensas em publicar, novos livros, além dos romances que estão no prelo?

João Bernardino - Com a publicação dos dois romances sei que vou adquirir a velocidade certa para escrever com mais intensidade. Estou optimista com os futuros resultados destes dois livros e tenho um outro romance já terminado sobre o Terceiro Segredo de Fátima (tema religioso mundialmente conhecido) e outro que tem já 50 páginas escritas. Além disso, através da minha página de Facebook (João Paulo Bernardino – Escritor , que convido a visitar e a curtir) tenho-me lançado no mundo da poesia com resultados surpreendentes e elogiantes e que, com mais de 350 poemas já escritos, tenciono publicar em breve com o título “AMOR AOS PEDAÇOS”. E quem sabe se do Brasil não surje um convite generoso para publicar alguma obra.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor o Escritor João Bernardino, que mensagem você deixa para nossos leitores?

João Bernardino - A mensagem para quem começa agora é que antes leiam muito porque o trabalho que vos espera não vai ser fácil. É preciso muito esforço e dedicação e que nunca desanimem. Isso é o pior para o iniciante. Acreditem nas vossas capacidades e não se menosprezem. E como dizia o escritor Nobel da Literatura José Saramago, “não tenham pressa e não percam tempo”. Aos que já andam neste mundo há mais tempo como eu, ajudem os mais novos a escrever ainda mais e com maior paixão pois o vosso momento também chegará. Não acontece apenas aos outros. Um dia alcançarão o sucesso merecido, como a personagem do meu livro “A Voz da Emoção”. Acreditem! Mas, sobretudo, nunca deixem de escrever. Nunca! Obrigado pela consideração e pela entrevista. Foi um prazer enorme participar no Divulgar Escritor. Bem-haja. E nunca deixem de escrever!

 

Venha conhecer e curtir a página do escritor João Bernardino no Facebook:

https://www.facebook.com/pages/Jo%C3%A3o-Paulo-Bernardino-Escritor/714362628587284?fref=ts

 

Participe do projeto Divulga Escritor

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor