José Carlos Moutinho

José Carlos Moutinho

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

José Carlos Moutinho nasceu no Sobralinho, Vila Franca de Xira, em Junho de 1944.

Com 13 anos partiu para Angola, aonde concluiu os seus estudos secundários.

Em 1973, saiu de Angola, para o Brasil, de onde veio definitivamente para Portugal em 1980. Foi Delegado de Informação Médica. Nos últimos anos, Empresário na área da restauração. Está aposentado. É membro dos “Confrades da poesia”, “Horizontes da Poesia”, “Luso-Poemas”, “Varanda das Estrelícias”, “Academia Virtual Sala dos poetas e escritores”- Brasil

É presença regular em vários locais de tertúlias poéticas:

É membro da ACLAL (Academia de letras e artes plásticas lusófonas)

 “Não deixem de ler e apoiar a literatura, sem vós, a nossa mensagem em forma de palavras poéticas, não passará,  e sem a literatura, em especial a poesia, o mundo será menos culto e menos sensível aos sentires da alma.”

Boa Leitura!

 

SMC - Escritor José Carlos Moutinho, é um prazer tê-lo conosco no projeto Divulga Escritor, conte-nos quando decidiu publicar seu primeiro livro? O que o motivou a publicação?

José Carlos Moutinho - É com muita satisfação e uma pontinha de orgulho sentir o interesse da parte de ilustre figura do jornalismo, como é o caso de Shirley M.. Cavalcante, por tal facto, os meus agradecimentos e passo a responder: A oportunidade de publicar o meu primeiro livro, surgiu do improvável. Na verdade, nunca me ocorrera, nem vagamente que um dia teria um livro editado. E aconteceu, quase como por brincadeira, com amigos do Facebook, quando eu respondia com versos, especificamente quadras rimadas ao que os outros me enviavam. Aos poucos fui ganhando coragem e atrevendo-me a tornar essa minha poesia pública, através dessa Rede Social. A aprovação por parte dos amigos e, muito especialmente pelos poetas, alguns já consagrados, levaram-me a um incentivo tão profícuo, que me levou corajosamente à edição do meu primeiro livro “Cais da Alma”, que felizmente teve enorme sucesso.

 

SMC - Quais, escritores, são as suas referências literárias? Por que eles se tornaram uma referência para você?

José Carlos Moutinho - Devo admitir, sem qualquer veleidade de presunção, que jamais me referenciei em alguém para me levar a criar a minha própria e genuína poesia. Obviamente e, muito em especial nos meus tempos de jovem, li bastante e de quem sou admirador, Fernando Pessoa, Luis Vaz de Camões, Florbela Espanca, Manuel Bandeira, na área da poesia. Em prosa, sempre gostei muito de Eça de Queiroz, Alves Redol, Aquilino Ribeiro, Miguel Torga, Camilo Castelo Branco, Ernest Hemingway, Leon Tolstoi, Erich Maria Remark, Érico Veríssimo, Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado.

 

SMC - Qual o público que você pretende atingir com o seu trabalho? Que mensagem você quer transmitir para as pessoas?

José Carlos Moutinho - Não tenho em mente um público específico para que me leiam. Dirijo a minha escrita para todos, que tenham o gosto pela poesia. Afinal o que eu escrevo, não é para mim. Se o fosse, tudo o que eu criasse, ficaria a amarelecer no fundo de uma gaveta. Quero chegar o mais longe possível. Sendo imodesto e neste caso, assumo-me como tal, gostaria que a minha poesia se eternizasse, para além de mim.

 

SMC - Conte-nos, quais os principais hobbies do escritor José Carlos Moutinho?

José Carlos Moutinho - Quando havia tempo para se viver, como se o amanhã fosse hoje, frequentava muito o cinema. Sou fã da 7ª arte. Lia muito, porque vivi os meus tempos de passagem da adolescência para a maturidade em Angola e como lá não havia, na época, Televisão, os passatempos eram, praia, cinema, música e leitura.
Actualmente o meu hobby para além da escrita é a fotografia.

 

SMC - Que temas abordas em seu romance “Angola, do Tejo ao Kwanza”? Em quanto tempo você escreveu este livro?

José Carlos Moutinho -  “Angola do Tejo ao Kwanza”, é um pequeno romance, que retrata o mais fielmente possivel, as minhas vivências em Angola, para onde fui viver com 13 anos de idade. Eu senti a necessidade de entrar por caminhos da prosa e, por curiosidade, na tentativa de o conseguir, iniciei a escrita desse livro e como já haviam muitas páginas escritas, decidi não desistir e continuei até terminar. Escrevi-o em 15 dias.

 

SMC - Você, hoje, tem 3 livros de poesia publicados, “Cais da Alma” “Da inquietude das palavras” e “Cantos da eternidade”, conte-nos, o que diferencia um livro do outro?

José Carlos Moutinho - Respondendo a essa difícil pergunta, apraz-me unicamente dizer o seguinte: “Cais da Alma” o meu primeiro livro de poesia contém a pureza, quase ingénua do meu sentir, aonde se abrigam os momentos mais importantes da minha vida, em carinhosas palavras, abraçadas pela poesia. Os seguintes livros, serão um aperfeiçoamento, que o tempo e a prática me foram dando e ensinando. Digamos que contêm uma poesia mais elaborada, sem contudo deixarem de ter toda a emoção da alma. Referencio o meu último livro “Cantos da eternidade “ que é o ninho aonde se aconchegam poemas de amor, especificamente de amor. Amor sofrido, feliz...enfim Amor.

 

SMC - Onde podemos comprar os seus livros?

José Carlos Moutinho - Os meus livros encontram-se em algumas livrarias pelo país. Podem ser encontrados online  nas Livraria Bertrand e Wook.
Ou pedidos a mim próprio, que os enviarei com todo o gosto, desde que encaminhem o pedido para este meu email:

  zemoutinho@hotmail.com

Blog de poemas:

http://zemoutinho.blogspot.com/

 

 

SMC - Quais seus próximos projetos literários? Pretendes publicar novos livros?

José Carlos Moutinho - Tenho em fase de conclusão um romance, que será no fundo a continuidade do “Angola do Tejo ao Kwanza”, que desta vez, contará as minhas vivências por Angola, Brasil e Portugal.

Tenho imensos poemas, que poderiam proporcionar a edição de pelo menos mais 3 livros. Todavia, porque o momento econômico não é propício, ficarão a aguardar melhores oportunidades.

Gostaria muito editar no Brasil, país a que me liga grande afectividade, por lá ter vivido alguns anos e aonde nasceu a minha filha.

 

SMC - Quais as melhorias que você citaria para o mercado literário em Portugal?

José Carlos Moutinho - Tornar os livros mais acessiveis em termos de preços, maior divulgação dos pequenos e desconhecidos autores portugueses, que perdem em detrimento dos estrangeiros.

 

SMC - Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista, agradecemos sua participação no projeto Divulga Escritor, muito bom conhecer melhor o Escritor José Carlos Moutinho, que mensagem você deixa para nossos leitores?

José Carlos Moutinho - Deixo uma mensagem simples, como simples é a minha pessoa:
Não deixem de ler e apoiar a literatura, sem vós, a nossa mensagem em forma de palavras poéticas, não passará,  e sem a literatura, em especial a poesia, o mundo será menos culto e menos sensível aos sentires da alma.

 

Participe do projeto Divulga Escritor

      https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor