Julio Carlos Alves - Entrevistado

Julio Carlos Alves - Entrevistado

Seringueira Localizada em praça da cidade de Campinas é personagem principal de LUNA LINA.

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Encontros e desencontros são contados e recontados  pelo autor Júlio Carlos Alves em reflexiva história sobre a vida.

 

O ambientalista Julio Carlos Alves, nascido em Arapongas no Paraná, um pé vermelho em São Paulo, empresário, e principiante escritor, mora em Valinhos – SP, tem 53 anos,  casado com Silvana Bianchin, tem uma filha chamada Camila, o autor se orgulha em ter um cantinho especial para suas orquídeas, tem como animal de estimação, acreditem, uma galinha garnizé, chamada “Annita”.

 

 “A inspiração para o texto veio  de uma enorme árvore da espécie seringueira, localizada em uma praça no bairro Parque Industrial em Campinas-SP.  Por volta do ano 1950 ela foi plantada pela Sra. Antonia Mosca Bianchin. O resultado de muitas pesquisas e dedicação poderão serem conferidas no Livro LUNA LINA”

 

Boa Leitura!

 

Escritor Julio Carlos Alves é um prazer contarmos com a sua participação na Divulga Escritor: Revista Literária da Lusofonia, conte-nos o que o motivou a ter gosto pela escrita literária?

Júlio Alves - Olá Shirley, nasci com alma de ambientalista, desde a minha infância escrevia pequenos textos e almejava, um dia, conseguir externar a minha paixão pela natureza. Diante do descaso do governo em relação as agressões ambientais no entorno que vivia, em 2005 fundamos a ONG SOS Tancredão na cidade de Campinas, São Paulo, Brasil a qual presidi até 2008. Entendo que a partir desta experiência o meu objetivo ficou mais latente.

 

Em que momento pensou em escrever o seu livro “Luna Lina – A menina que semeava ecos”?

Júlio Alves - Em uma tarde chuvosa no final de agosto de 2013, eu estava esperando o sinaleiro abrir e enxerguei a sábia mãe natureza através de uma bela e antiga árvore, neste momento pensei: - O que uma árvore centenária teria presenciado em sua existência, em sua longevidade viu a paisagem transformar-se, gerações nascerem e morrerem e, solitária, possivelmente enfrentou incontáveis problemas. A inspiração do livro nasceu neste momento, como um presente divino.

Após o texto estar completo procurei algumas editoras, pelo fato de ser um autor desconhecido, encontrei muitas dificuldades, por isso acabei optando em publicá-lo na editora Pontes independentemente. 

Recentemente tive a grata surpresa de que o livro ganhará alma Lusitana, LUNA LINA será lançado em Portugal em Dezembro de 2016 pela editora Rui M. Publishing, inicialmente em formato E-Book. Veja o trailer book (https://youtu.be/HWCn9HkC3aM ). 

 

Qual a mensagem que quer transmitir ao leitor através do enredo que compõe a obra?

Júlio Alves - Intencionalmente procurei despertar a sensação no leitor de que estamos compartilhando um importante presente.

Todos estamos conectados em qualquer tempo e lugar do globo.  Esta ideia provoca o leitor a uma reflexão sobre a atual sociedade com comportamento antropocentrista.

 

O que mais o encanta nesta obra literária?

Júlio Alves - Uma leitura simples e cativante para qualquer idade. Trata-se de um diário, com a história de LUNA LINA, uma adolescente que viveu no século passado, filha de um rico e visionário barão do café, solitária, ela adquiriu conhecimento através da leitura, após sucessivos acontecimentos que marcaram e influenciaram profundamente sua vida, ela passou a escrever o seu cotidiano em um diário. No presente, ao acaso, o diário foi descoberto e segredos revelados, muitas vidas foram mudadas para sempre com um final realmente surpreendente. 

 

Dizem que os personagens têm muito do autor. Qual dos personagens de “Luna Lina – A menina que semeava ecos” tem mais de você? Por quê?

Júlio Alves - Já me fizeram essa pergunta. Eu defino que sou o livro, não me vejo em um personagem especifico, de modo pontual, algumas situações apresentam similaridades com minhas atitudes.

 

Se pudesses descrever o teu livro “Luna Lina – A menina que semeava ecos” numa só palavra, que palavra seria?  

Júlio Alves – Inspiração

 

Onde podemos comprar o seu livro?

Júlio Alves - Compras direto com o autor pelo e-mail: julio.dsn@hotmail.com ou blog:  http://juliodsn.worpress.com  

 

Qual o tipo de textos que gostas de ler?  

Júlio Alves - Sou eclético em relação as categorias literárias, sempre fui muito exigente, do escritor húngaro Ferenc Molnár autor do livro Os Meninos da Rua Paulo, O Diário de Anne Frank ao consagrado estilo de Stephen King e Kazuo Ishiguro, não me considero um leitor voraz, entretanto estou sempre à procura de histórias interessantes.

 

O que mais o encanta na leitura destes tipos de textos?

Júlio Alves - Ineditismo

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Júlio Carlos Alves. Agradecemos sua participação na Divulga Escritor: Revista Literária da Lusofonia. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Júlio Alves - Deixo uma frase do livro LUNA LINA A Menina Que Semeava Ecos:  “Aprenda a não temer o desconhecido, confiar na escolha da alma e acreditar além dos sentidos”.  Obrigado pela oportunidade.

 

Divulga Escritor unindo Você ao Mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

divulga@divulgaescritor.com

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor