Lágrimas e apatia - por Conceição Oliveira

Lágrimas e apatia - por Conceição Oliveira

LÁGRIMAS E APATIA

 

Subi ao cume

da mais alta montanha

a carpir a minha dor

a chorar o Meu Perder.

 

Esperei o pôr-do-sol

a noite errante

e as lágrimas não secaram.

 

Os sons nocturnos,

de montanha a montanha

ecoaram

e tomaram conta

do alvorecer...

 

Em baixo,

o ribeiro corria.

 

Espraiava-se em direcção

à planície prateada

que os olhos rasos

não deixavam vislumbrar

enquanto também eu morria.

 

Com ele levava

lágrimas

(que já não eram)

e a noite gelada.

 

A apatia tomara-lhe o lugar.

 

Corri... corri na noite.

Corri ao acaso.

 

 

(Labirinto de Palavras)

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

       

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor