Lígia Beltrão - Colunista

Lígia Beltrão - Colunista

 

Nasci em Tupã-SP em 1957, filha de pais pernambucanos, logo voltamos para nossa terra, fixando residência em Garanhuns, que considero minha casa. Hoje, moro na praia de Pau Amarelo- Paulista, região metropolitana de Recife-PE. Sempre gostei de escrever, desde muito cedo. Caminho pela poesia, contos e crônicas. Tive poesias premiadas em alguns concursos nacionais. Fiz uma pausa na vida literária para cuidar do marido doente. Hoje, viúva, tento fazer o curso de ciências sociais e retomei minhas escritas, tenho me dedicado na elaboração de livros, a serem publicados. Agora, com muito orgulho, sendo um dos membros dessa equipe maravilhosa e competente, Divulga Escritor. 

 

Página da Colunista no Facebook

https://www.facebook.com/ligia.beltrao

 

 

Fevereiro de 2014

Ligia Beltrao - Colunista

Persistencia - por Lígia Beltrão

Persistência   Devagar chega a noite Amargurada terra inundada Por uma lua que de açoite Invade a praia de dor salgada   Ouço o soluçar do vento Da dor do tempo que tortura Com uma saudade, um tormento, Da vida, triste noite escura.   Faço-me de esperança donde vem Fazer-me sorrir...

Certezas - por Lígia Beltrão

Certezas   A boca escura a esperar Da cova funda aberta Cheiro de dor no ar É o que temos como certa.   Flores murchas a chorar A saudade do que ficou Esperança dissipada no ar Vida vazia se enterrou.   Enternecida incoerência dos ausentes Beijo de santo a molhar o altar Hipocrisia...

Despertar - por Lígia Beltrão

Despertar   Eu via o manto de Deus Azul, cobrindo a terra, Mas Ele sempre se escondia Por entre as nuvens Que vagueavam no espaço. À noite Ele acendia milhares de luzinhas Que piscavam Até a manhã, Quando acendia o mundo inteiro E a terra despertada Corria em busca do nada.   A mim, Ele...

Natureza Morta - por Lígia Beltrão

Natureza Morta   Mutilei as plantas Numa mistura De ira e amor. O meu desejo Era cheio de silêncio.   Arrumei as flores no vaso. Foi a minha vingança Das secretas nostalgias de mim.   Nasceu o esplendor Estéril e despótico Na minha sala de estar.   Tive coragem E nenhuma dó da...

Confissões - por Lígia Beltrão

CONFISSÕES                                         ...

Composição de Vida - por Lígia Beltrão

Composição de Vida   Queria compor um poema Que traduzisse essa chicotada Do vento no meu rosto cansado O meu gozo com as mãos da noite Acariciando, ao mesmo tempo, O meu corpo doído.   O reflexo da vida refletido No lago dos meus olhos brilhantes Haveria palavras para tanto? Eu era só...

Desespero - por Lígia Beltrão

Desespero   Oh, Deus! Por que hás de assim testar-me? Se desta vida desgraçada nada tenho Dela nada quero a não ser felicidade E nunca nada pedir-te eu venho?   Que fiz ao mundo? – Pergunto angustiada – Choro triste com a alma torturada, Mas ele se nega brilhando e debochado Nada responde...

Confissão - por Lígia Beltrão

Confissão                                                         Subi aos céus e atravessei o mar Galguei horizontes e do mundo o fim Sei que um dia vamos nos...

Lembrando Um Amor - por Lígia Beltrão

Lembrando Um Amor   Hoje me deu uma saudade de ti E comecei a lembrar-me de nós dois. Durou tão pouco a nossa vida juntos. Eu lembro quando acendias um cigarro E ficava olhando a fumaça dar piruetas no ar. Lembro-me quando sorrias o teu sorriso tímido Tinhas receios de fazer barulho. Lembro-me...

A Próxima Visita - por Lígia Beltrão

A Próxima Visita          Ela atende ao telefone meio sem querer. Anda cansada da mesmice dos dias e a vida já começa a pesar um pouco sobre as suas pernas cansadas de caminhar. Estava ela a descansar um pouco, quando o desgraçado começa a tocar sem parar....

1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

        

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor